Buscar no Cruzeiro

Buscar

Covid-19

UTIs da rede pública seguem sob pressão

06 de Julho de 2021 às 00:01
Coronavírus em Sorocaba.
Coronavírus em Sorocaba. (Crédito: Arte JCS)

A redução na ocupação de leitos de UTI Covid adulto na rede pública não acompanha a queda registrada na rede privada em Sorocaba. Pressionada, a rede com leitos do município e do Estado ainda tem fila de espera para moradores de Sorocaba e ainda apresenta 100% de ocupação em quatro unidades de saúde. Os dados estão em um levantamento realizado nesta segunda-feira (5), pelo Cruzeiro do Sul, com base nos boletins diários divulgados pela Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria de Saúde (SES).

De acordo com esses dados, nos últimos 30 dias (entre 5 de junho e 5 de julho), a redução de leitos na rede privada foi de 19,1%. Na rede pública, a redução foi de apenas 7,4%. A comparação fica ainda mais distante considera o pico de internações desse tipo de leito, em 22 de junho. De lá para cá, a rede privada apresentou queda no número de pacientes em 30,9%. Já na rede pública, o índice foi de 6,9%.

Neste período, a rede privada conseguiu a liberação de 38 leitos, enquanto na rede pública a redução foi de apenas 12. Na data -- 22 de junho -- 299 pessoas ocupavam leitos de UTI adulto em Sorocaba, sendo 176 na rede pública e 123 na rede privada. Esses dados se referem a toda a rede e incluem pacientes de outras cidades. Vale lembrar ainda que, na rede privada, boa parte da redução ocorre pela diminuição constante de pacientes do hospital Unimed. A unidade, que já chegou a registrar 67 internações em UTI, tinha apenas 17 na segunda-feira.

Sorocaba também completou 36 dias com fila de espera para UTI, fato que vem se repetindo desde 30 de maio. Apesar de sucessivas reduções, sete pessoas ainda aguardavam por leitos de alta complexidade na cidade.

Ainda há muita pressão sobre a rede pública de saúde para leitos Covid, com quatro unidades de saúde com 100% de ocupação. Essa situação ocorria nesta segunda-feira no Ambulatório Médico de Especialidades (AME), Santa Casa, CTE Zona Norte e Santa Lucinda. Já Adib Jatene, Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS) e CTE São Guilherme tinham ocupação acima de 80%.

Mortes

A cidade elevou para 2.391 o número de óbitos pela pandemia, com novos sete registros nesta segunda-feira. Uma das vítimas, de 38 anos, não tinha fatores de risco para o novo coronavírus. Entre as demais, quatro tinham hipertensão. As mortes ocorreram entre 2 e 4 de julho, todas na rede particular de saúde. As vítimas tinham entre 32 e 68 anos. Há ainda, em Sorocaba, três óbitos em investigação.

Outros dados

Com 201 novos registros, a SES registrou aumento do número de recuperados da Covid-19, chegando ao total de 70.622. Os casos confirmados com a doença passaram de 74.124 para 74.206, com 82 dois novos casos confirmados. Ao menos 933 pessoas estavam em isolamento domiciliar -- recuperação -- e outras 692 aguardavam resultados de exames. O número de descartados por resultados negativos da doença aumentou para 136.462. (Marcel Scinocca)