Buscar no Cruzeiro

Buscar

SP Acolhe

Piedade orienta famílias em cadastro para SP Acolhe

Programa estadual lançado na terça-feira (29) pagará parcelas de R$ 300 para famílias que perderam integrantes do núcleo familiar por Covid

01 de Julho de 2021 às 11:53
Da Redação [email protected]
Secretaria de Desenvolvimento Social de Piedade.
Secretaria de Desenvolvimento Social e CRAS orientarão as famílias em situação de vulnerabilidade. (Crédito: Divulgação / Prefeitura de Piedade)

As famílias de Piedade que perderam integrante do núcleo familiar por Covid-19 já podem se cadastrar no SP Acolhe. O programa, lançado pelo governo do Estado de São Paulo na terça-feira (29), tem o objetivo de transferir renda para famílias em vulnerabilidade social que perderam parentes desde o início da pandemia até 21 de junho de 2021.

Com investimento de mais de R$ 20 milhões, o auxílio financeiro pagará R$ 300 por mês durante seis meses, totalizando R$ 1.800. Serão beneficiadas famílias inscritas no CadÚnico com renda mensal de até três salários mínimos, que tiveram perda de, pelo menos, um membro pela Covid-19, podendo ser filhos, cônjuges, pais, ou outros parentes, desde que os óbitos tenham ocorrido dentro do núcleo familiar.

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social de Piedade, juntamente com os Centros de Referência da Assistência Social (CRAS), orientarão as famílias para verificar a elegibilidade do benefício no Portal Bolsa do Povo e, consequentemente, realizar o cadastro. Outras informações podem ser obtidas pelos telefones: 3344-1100, 3244-1034 ou 3244-3373.

Critérios de elegibilidade:

  • Famílias inscritas no CadÚnico até 19/02/21;
  • Com renda familiar per capita de até três salários mínimos;
  • Que registraram ao menos um óbito por Covid-19 até 21/06/21 (de acordo com registros de óbito no sistema SIVEP-Gripe, Secretaria de Estado da Saúde de SP);
  • Óbitos de filhos, cônjuges, pais, etc., desde que o(s) óbito(s) tenha(m) ocorrido dentro do núcleo familiar.

Valores e forma de pagamento:

  • R$1.800 por membro familiar vitimado pela Covid-19;
  • Pagos em seis parcelas mensais de R$300, julho a dezembro de 2021;

Valor será pago do seguinte modo:

  • "Token"/"voucher" com senha e login gerado no Portal Bolsa do Povo, que permitirá o saque nos caixas eletrônicos Banco do Brasil e Banco 24 Horas;
  • Gradualmente, beneficiários receberão cartão magnético do Programa Bolsa do Povo e o saque do valor será realizado com uso do cartão, nos caixas eletrônicos Banco do Brasil e Banco 24 Horas;

Consulta de elegibilidade e confirmação de cadastro das famílias elegíveis:

Informações gerais:

  • Número de famílias beneficiadas: 11.026;
  • Número de benefícios a serem concedidos - 11.143 (há cerca de 120 famílias no Programa que registraram mais de um óbito e receberão mais de um benefício);
  • Número de pessoas atendidas (dentro da família) - 30.681;
  • Número de municípios com famílias beneficiadas: 578.