Buscar no Cruzeiro

Buscar

Pandemia

Em 45 dias, Sorocaba tem 22 mortes na fila de espera por vaga

Cinco pessoas morreram em maio deste ano, coincidindo com o período de nova pressão por leitos na rede pública de saúde municipal

16 de Junho de 2021 às 00:46
Cruzeiro do Sul [email protected]
Boletim epidemiológico atualiza os números da Covid-19 em Sorocaba
Boletim epidemiológico atualiza os números da Covid-19 em Sorocaba (Crédito: Divulgação)

Pelo menos 22 pessoas morreram em Sorocaba enquanto aguardavam leitos Covid em hospitais públicos da cidade nos últimos 45 dias. As informações são Secretaria de Saúde (SES) e foram divulgadas após solicitações do Cruzeiro do Sul. No ano, o número de mortes é de pelo menos 140.

De acordo com a SES, cinco pessoas morreram em maio deste ano, coincidindo com o período de nova pressão por leitos na rede pública de saúde municipal. Nos primeiros 15 dias de junho, com novo aumento no número de casos e óbitos, a média já passa de uma morte por dia em fila, com 17 pacientes, moradores de Sorocaba, no total. Com esse número, até o momento, ao menos 140 pessoas já morreram em Sorocaba, em 2021, enquanto aguardavam leitos. Essas mortes são referente aos meses de março (83), abril (35), maio (5) e junho (17).

A SES ressalta que as pessoas em fila de espera estão assistidas em unidades de urgência e emergência com recursos, como respiradores, oxigênio e medicamentos e quando vieram a óbito já estavam inseridos na plataforma Cross, que regula os leitos. “Os pacientes são integralmente assistidos nas unidades de urgência e emergência, de acordo com suas necessidades, seja com respiradores, oxigênio, medicamentos, entre outros recursos necessários. Inclusive, nos Centros de Estabilização Covid (São Guilherme, Zona Oeste, Zona Norte e Éden) há leitos Covid de enfermaria e de suporte ventilatório pulmonar (SVP), além da UPH Zona Leste, que possui 45 leitos Covid, sendo 15 de UTI, 3 de SVP e 27 de enfermaria”, diz.

Enfrentamento da pandemia

Sobre o enfrentamento da pandemia, a Prefeitura de Sorocaba afirma que, além de criar mais leitos, o município tornou mais rigorosas as ações para coibir aglomerações, como medida preventiva contra a Covid-19. O Decreto Municipal nº 26.246, que entrou em vigor na sexta-feira (11), entre outras determinações, aumenta o valor da multa aos infratores, que pode chegar a R$ 290,9 mil, em caso de desrespeito às normas municipais de combate à pandemia, sobretudo, a partir da constatação de eventos e festas clandestinas com aglomeração de pessoas.

“O município já intensificou a realização de operações integradas entre a Guarda Civil Municipal (GCM), a Polícia Militar (PM), o setor de Fiscalização de Posturas e a Vigilância Sanitária (Visa), para coibir os chamados “pancadões” e outros pontos de aglomeração na cidade, assim como quaisquer irregularidades. Os cidadãos podem acionar o telefone 153 (GCM) ou o 190 (PM), para fornecer informações que colaborem no trabalho das autoridades”, salienta.

Ainda conforme a Prefeitura de Sorocaba, “A cidade chegará, nos próximos dias, a 302 leitos municipais Covid. Um aumento de 272% em comparação com o dia 1 de janeiro deste ano, desde que assumiu a nova gestão da Prefeitura, quando eram 81 leitos municipais Covid”, garante. Em Sorocaba, 285.158 doses das vacinas contra a Covid-19 já foram aplicadas na população, o que equivale à imunização de quase 207 mil pessoas, entre a primeira e a segunda doses”. (Marcel Scinocca)