Buscar no Cruzeiro

Buscar

Imunidade

Vacinação antirrábica continua sem previsão para acontecer

Última edição da campanha em Sorocaba foi realizada em 2018

04 de Junho de 2021 às 00:06
Ana Claudia Martins [email protected]
Não há registro de cães e gatos com raiva na cidade nos últimos anos
Não há registro de cães e gatos com raiva na cidade nos últimos anos (Crédito: Arquivo / Jornal Cruzeiro do Sul)

Há dois anos sem a tradicional Campanha de Vacinação Antirrábica em Sorocaba, até o momento, ainda não há previsão da realização da ação em 2021. A última vez que a campanha foi realizada na cidade foi em 2018. A Prefeitura informa que segue recomendação estadual para não realizar a campanha por conta da pandemia.

Já o Estado diz “que a realização da campanha anual de vacinação contra a raiva depende de definição técnica e será informada oportunamente, com total transparência”. Porém, não sinalizou nenhuma data.

Em 2019, a gestão municipal informou que não realizou a ação por não ter recebido doses. Já no ano passado, a justificativa foi a pandemia da Covid-19 e a orientação para a não realização de campanhas de vacinação antirrábica durante o período de vigência da situação sanitária provocada pelo coronavírus, para evitar aglomerações.

Questionada a respeito, a Prefeitura descarta realizar a campanha ainda em 2021 diante do cenário da pandemia, e pela ausência de casos de raiva tanto em animais (variante 2) como em humanos.

“De acordo com a deliberação da Secretaria de Estado da Saúde e do Instituto Pasteur, devido à situação epidemiológica da raiva no Estado de São Paulo, com a ausência de casos de raiva em humanos pela variante 2, desde 1997. E, ausência de casos de raiva em cães e gatos pela mesma variante, desde 1998, além do risco da infecção da Covid-19 em situações em que haja aglomerações, as vacinas serão utilizadas apenas em bloqueios de casos de raiva em cães e gatos”, informa.

A atual gestão informa ainda que os mesmos órgãos também recomendaram que a não realização de campanhas de vacinação antirrábica, durante o período de vigência da pandemia da Covid-19. Além disso, a Prefeitura informa que decisão “não exime os responsáveis por cães e gatos de vacinarem seus animais com veterinários, conforme parágrafo 3º do Art. 10 da Lei nº 8354/07”.


Ainda conforme a gestão municipal, não há registro de cães e gatos com raiva na cidade nos últimos anos. Há apenas relatos de um animal na década de 90.

O Estado informou que as ações de vigilância, prevenção e controle da raiva são constantes. “As equipes técnicas municipais, com apoio da pasta estadual, seguem em operação com imunização de rotina, disponível nos serviços de saúde municipais ou estabelecimentos médico-veterinários privados, sendo responsabilidade do tutor ou proprietário zelar pela saúde do animal de estimação”, informa.

Mesmo assim, de acordo com o governo estadual, em 2021 foram liberadas 600 doses para o município de Sorocaba para a realização da vacinação de rotina. (Ana Cláudia Martins)