Buscar no Cruzeiro

Buscar

Previdência

Casas do Cidadão terão serviços do INSS

Prefeito Manga assinou nesta segunda-feira (31), em Brasília, um protocolo de intenções. Inicialmente será um projeto piloto

01 de Junho de 2021 às 01:50
Cruzeiro do Sul [email protected]
Prefeito Rodrigo Manga foi recebido por Alex Carreiro, assessor especial da presidência do INSS em Brasília
Prefeito Rodrigo Manga foi recebido por Alex Carreiro, assessor especial da presidência do INSS em Brasília (Crédito: Divulgação / Prefeitura de Sorocaba)

O prefeito Rodrigo Manga (Republicanos) assinou na sede do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), em Brasília, o protocolo de intenções para viabilizar serviços de atendimento do órgão, com exceção da perícia médica, nas Casas do Cidadão em Sorocaba. O evento que marcou a assinatura ocorreu na manhã de segunda-feira (31).

“Nosso objetivo é trazer, em breve, um atendimento mais simplificado a respeito da aposentadoria e dos benefícios oferecidos pelo INSS, sobretudo para as pessoas que têm mais dificuldade de acesso ao serviço da Previdência”, explicou o prefeito.

O assessor especial da presidência do INSS em Brasília, Alex Carreiro, que recebeu os representantes da Prefeitura de Sorocaba, enalteceu a iniciativa da atual administração municipal.

“Gostaria de parabenizar o prefeito Rodrigo Manga e equipe por essa aproximação do nosso serviço com a população, sobretudo com aqueles que mais precisam”, disse.

O projeto passará, agora, pela apreciação da Secretaria Jurídica (SAJ) da Prefeitura de Sorocaba. O serviço terá início em uma unidade das Casas do Cidadão, ainda a ser definida, como um projeto piloto e uma equipe especializada do INSS dará um treinamento para os profissionais das unidades responsáveis pelos atendimentos.

Estiveram presentes na reunião em Brasília, além do prefeito Rodrigo Manga e do assessor especial da presidência do INSS, Alex Carreiro, a primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade (FSS), Sirlange Frate Maganhato, o secretário da Cidadania (Secid), Clayton Lustosa e demais membros da equipe do Executivo. (Da Redação)

Sorocaba receberá programas federais

Descrição: Crédito da foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil - Crédito: Crédito da foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Sorocaba deverá ser a primeira cidade do interior a abrigar o programa federal Casa da Mulher
Brasileira. A iniciativa está em um pacote de investimentos que deve ocorrer em Sorocaba nos
próximos meses ao custo de R$ 20 milhões.

Os serviços são ligados às áreas social e da garantia dos direitos humanos e da família. As informações foram confirmadas na noite desta segunda-feira (31) e são reflexos da viagem da comitiva do Executivo sorocabano à Brasília, liderada pelo prefeito Rodrigo Manga  (Republicanos).

Conforme as informações, os programas foram discutidos em reunião do prefeito com a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), Damares Alves. O programa Casa da
Mulher Brasileira conta com serviços integrais e humanizados para mulheres em situação de
violência.

A ministra aprovou a ideia da implantação do programa no município em função das políticas públicas já desenvolvidas por Sorocaba nessa área e pela posição de influência regional que a cidade ocupa.

Outro projeto a ser recebido por Sorocaba deverá ser o Centro de Atendimento Integrado para
Crianças e Adolescentes Vítimas de Violência, fortalecendo as ações municipais nesse setor. Trata-se de um local público que reunirá programas e serviços, que, por meio de equipes multidisciplinares especializadas, efetuarão o atendimento integral de crianças e
adolescentes vítimas ou testemunhas de violência.

O Conselho Tutelar de Sorocaba também deverá ser equipado com os chamados kits do MMFDH,
que preveem equipamentos e acessórios como veículos, computadores, bebedouros, cadeiras automotivas para transportar crianças, dentre outros itens essenciais ao trabalho nesse campo.

Outra iniciativa que a ministra confirmou trazer para Sorocaba é o Programa Famílias Fortes que
trabalha na transformação da realidade de adolescentes que se encontram em dependência química,  além de atuar no fortalecimento do vínculo familiar, mediante o acompanhamento social.

A ministra Damares também falou sobre os programas voltados especialmente às mulheres que, desde já, ficam à disposição para serem implantados em Sorocaba, tais como o Programa de
Qualificação da Mulher para o Mercado de Trabalho e o Mães Unidas. Este último realiza um
importante trabalho social, com a doação de enxoval às famílias que precisam de amparo.

O pacote de medidas definido em Brasília por Manga e pela ministra ainda conta com ações voltadas aos jovens, por meio da capacitação e do fomento ao empreendedorismo, oferecidos pelo Programa Horizontes, da Secretaria Nacional da Juventude (SNJ), assim como para os idosos, com o Programa Viver - Envelhecimento Ativo e Saudável, que tem como foco a inclusão digital e social da pessoa idosa.

As pessoas em situação de rua na cidade também deverão se contempladas, conforme as perspectivas de investimento. As medidas a serem trazidas à cidade preveem o Programa Moradia Primeiro, que permite o acesso a uma moradia segura e o acompanhamento por uma  equipe técnica especializada. “Sorocaba tem uma representatividade regional muito grande e deve ser receptora de programas e projetos que servirão, não somente para a cidade, como também para os municípios vizinhos”, destacou a ministra Damares. (Da Redação)
S