Buscar no Cruzeiro

Buscar

Vacinação

Estados e municípios planejam vacinação da população geral

30 de Maio de 2021 às 00:01
Da Redação com Estadão Conteúdo
Casos de vacinação simultânea entre os grupos já acontecem em diferentes locais do País.
Casos de vacinação simultânea entre os grupos já acontecem em diferentes locais do País. (Crédito: AGÊNCIA BRASIL)

Uma nova diretriz do Ministério da Saúde antecipou a vacinação de profissionais da educação e autorizou a imunização por idade em locais que já atenderam grupos de risco e trabalhadores essenciais. As orientações constam em uma nota técnica do Plano Nacional de Operacionalização (PNO) contra a Covid-19, publicada na sexta-feira (28).

A nota técnica flexibiliza as regras para autorizar que estados e municípios vacinem a população em geral entre 18 e 59 anos, desde que a imunização dos grupos de maior vulnerabilidade já esteja avançada. Casos de vacinação simultânea entre os grupos já acontecem em diferentes locais. Alguns estados e municípios já atualizaram seus planos de vacinação.

Em Goiás, o governador Ronaldo Caiado (DEM) anunciou que 30% das vacinas dos próximos lotes recebidos no Estado serão para grupos prioritários e os outros 70% serão para a população geral, a partir dos 59 anos.

Em Salvador começaram a ser vacinadas na quinta-feira (27) pessoas com 56 anos nascidas entre 28 de maio e 28 de julho de 1964. Outros grupos como trabalhadores da educação de todos os níveis, agentes de salvamento e integrantes das forças de segurança, catadores de materiais recicláveis e médicos veterinários também já estão sendo imunizados na capital.

O Rio de Janeiro começa uma nova etapa de vacinação amanhã (31). O calendário divulgado pela prefeitura reserva três dias para cada idade: o primeiro para as mulheres, o seguinte aos homens e o terceiro para todos. Começando a partir de pessoas com 59 anos. Assim, em 30 de junho deve terminar o atendimento às pessoas com 51 anos. Em julho serão atendidas pessoas de 50 a 42 anos, em agosto de 41 a 33 anos, em setembro de 33 a 24 anos e em outubro de 24 a 18 anos. A nova etapa vai acontecer em paralelo com os grupos prioritários.

Em Campo Grande, ontem (29), foram imunizadas pessoas de 57 e 58 anos, além de caminhoneiros e trabalhadores industriais e da construção civil com 45 anos ou mais. O governo de Pernambuco anunciou que vai vacinar o restante dos grupos prioritários previstos no Plano Nacional de Imunização (PNI) e pessoas com 59 anos de idade fora dos grupos, conforme cronograma e disponibilidade de vacinas dos municípios.

Em Maceió, começou ontem (29) a vacinação de pessoas com 58 anos sem comorbidades com iniciais de A a L. Já os de M a Z poderão se vacinar hoje (30). Também será aberto agendamento para as pessoas de 58 anos na amanhã e terça-feira (1º de junho).

Aracaju também pretende iniciar a imunização de pessoas com 59 anos fora dos grupos preferenciais. Ainda sem data divulgada para começar.

O Piauí confirmou que vai iniciar na terça (1º) a vacinação de profissionais da educação com idade entre 55 e 59 anos.

Já em Belo Horizonte, a vacinação dos trabalhadores da educação infantil teve início na quarta-feira (26), com profissionais entre 41 e 59 anos e na quinta-feira (27), o restante, de 18 a 40 anos.

Para a retomada das atividades presenciais em sala de aula no segundo semestre, o governo de São Paulo anunciou que em julho pretende vacinar os profissionais da educação de 18 a 46 anos. Em julho também está prevista a imunização de pessoas sem comorbidade entre 55 a 59 anos no Estado. (Da Redação com Estadão Conteúdo)