Buscar no Cruzeiro

Buscar

Sorocaba

CET 4.0 atenderá 30 empresas inicialmente

Centro de Excelência em Tecnologia será inaugurado dia 7 de junho pelo ministro Marcos Pontes

28 de Maio de 2021 às 00:01
Ana Claudia Martins [email protected]
CET 4.0 é o primeiro do Brasil a ser instalado e funcionará no Parque Tecnológico Sorocaba (PTS).
CET 4.0 é o primeiro do Brasil a ser instalado e funcionará no Parque Tecnológico Sorocaba (PTS). (Crédito: ARQUIVO JCS)

O Centro de Excelência em Tecnologia 4.0 (CET), que será inaugurado em Sorocaba, no próximo dia 7 de junho, inicialmente irá atender 30 empresas, de grande, médio ou pequeno porte, do segmento da indústria, da cidade e de municípios da Região Metropolitana de Sorocaba (RMS).

O CET é o primeiro do Brasil e sua sede fica no Parque Tecnológico Sorocaba (PTS). O evento oficial de inauguração contará com a presença do ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcos Pontes. A iniciativa é uma parceria com a Prefeitura de Sorocaba e o governo federal.

Segundo uma das consultoras do projeto, Marimar Guidorzi, o objetivo do CET é implantar na cidade o conceito de Indústria 4.0, que consiste em uma nova revolução industrial baseada em evoluções tecnológicas que privilegiam a comunicação máquina a máquina. Além de recursos da chamada Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês). “O que o plano tem de inovador, aqui em Sorocaba, é que sua aplicação não irá se restringir a grandes empresas multinacionais, mas se estender também à cadeia de fornecedores, independentemente do porte das empresas, preparando-as para se adequarem às mais novas exigências de um mercado que evolui com rapidez e é muito competitivo”, afirma Guidorzi.

A consultora explica ainda que a partir do lançamento oficial, até o final de 2021, o CET irá prestar consultoria para 30 empresas, todas do segmento industrial, e que ainda há vagas para as empresas interessadas em participar do projeto. “O CET tem uma equipe de consultores e especialistas em tecnologia 4.0, que irá atuar nessas empresas fazendo uma análise e diagnóstico do ambiente e dos processos industriais, no sentido de apresentar soluções em inovação”, aponta.

Além disso, o CET também conta com o apoio de universidades e faculdades, centros de pesquisa, consultorias especializadas, pesquisadores, indústrias, empresas e voluntários. Também se somam ao projeto, além das universidades e empresas, organizações, como Ciesp, Sebrae, Senai, além do poder público municipal.

O presidente do PTS, Nelson Cancellara, afirma que o Parque Tecnológico será o ponto de partida para a convergência de todos esses saberes, proporcionando a infraestrutura necessária que abrigará essa importante experiência na cidade, tornando-a um polo de referência em tecnologia 4.0 para todo o País, por meio do CET.

A consultora Marimar Guidorzi disse ainda que, apesar do CET ter sua sede física no PTS, o projeto envolve uma plataforma digital que estará acessível, em breve, para empresas de todo o País, as quais poderão replicar essas experiências de êxito colocadas em prática em Sorocaba e região. “Ainda há vagas para as empresas do setor industrial, de Sorocaba e municípios da RMS, que desejam participar do projeto-piloto do CET”, diz. O contato deve ser feito pelo e-mail [email protected]

Recursos

O Centro de Excelência em Tecnologia 4.0 (CET) recebeu do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), investimento de R$ 500 mil, e outros R$ 500 mil de emenda parlamentar de autoria do deputado federal Vitor Lippi (PSDB).

Além da inauguração oficial do CET em Sorocaba, no próximo dia 7 de junho, o ministro Marcos Pontes também é o convidado de honra que fará a entrega das medalhas da 23ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) e 14ª Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG), organizadas pela Agência Espacial Brasileira (AEB), em conjunto com a Sociedade Astronômica Brasileira (SAB). São eventos científicos anuais que envolvem a participação de escolas públicas e privadas, do ensino fundamental e médio, com recursos majoritariamente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), que é vinculado ao MCTI, além do patrocínio da Universidade Paulista (Unip).

Entre as 25 escolas medalhistas no município de Sorocaba, 11 são públicas, sendo que duas delas, E.M. Dr. Getúlio Vargas e E.M. Matheus Maylasky, são da rede municipal. (Ana Cláudia Martins)