Sorocaba e Região

Mulher que jogou gata em direção a rottweiler depõe hoje à Polícia

Câmeras de segurança registraram toda a ação; veja o vídeo
Imagens das câmeras de segurança mostram o momento que a mulher arremessa a gata. Crédito da foto: Reprodução

A mulher que arremessou uma gata em direção a um cachorro da raça rottweiler e a proprietária do animal vão prestar depoimento nesta quinta-feira (25) no 2º Distrito Policial de Sorocaba. O caso aconteceu segunda-feira (22), às 18h23, no bairro Jardim Simus 2.

Nas imagens, é possível ver o tutor do rottweiler caminhando com o cão pela Alameda dos Antúrios. Na sequência, a jovem carrega a gata e a acaricia. Depois, ela sai correndo pela rua e joga o animal na direção do cachorro.

A gata, chamada de Bela, cai no asfalto e só não é atacada pelo rottweiler porque consegue fugir a tempo. As cenas foram registradas pelas câmeras da casa da dona da gata e também de um vizinho.

A tutora de Bela, a advogada Regina Santos Ferreira de Almeida, de 54 anos, conta que ficou indignada com a ação. “Eu fiquei transtornada com o comportamento, com o ato dessa menina”, diz.

Regina soube do ocorrido pelo marido. Segundo ela, na terça-feira (23), o esposo assistia a um telejornal de um emissora local quando viu uma reportagem sobre o caso. Ele lhe contou sobre o acontecimento e disse que a gata mostrada na matéria era parecida com Bela.

Regina, então, pediu ao filho para verificar as imagens da câmera de segurança de sua residência. Ao ver as cenas, ela teve uma surpresa e constatou que a gata mostrada nas cenas realmente era Bela. “Eu fiquei muito nervosa”, relata. Apesar do susto, a felina não se feriu.

Transtornado com a ação, o filho de Regina fez uma postagem nas redes sociais para tentar descobrir a identidade da mulher. Um internauta o enviou uma mensagem privada com todas as informações sobre a jovem.

Conforme Regina, a autora da ação é enteada do cunhado do proprietário do rottweiler. Ela seria moradora de Porto Feliz e estaria passando uma temporada na casa do dono do cão.

Regina reuniu esses dados, as imagens das câmeras da sua residência e da casa do vizinho e foi até a Polícia Civil. Ela registrou um boletim de ocorrência por maus-tratos contra animais no 2º Distrito Policial de Sorocaba, na Vila Hortência.

De acordo com o artigo 32 da lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998, maltratar animais é crime. A pena é de três meses a um ano de detenção, e multa.

Leia mais  Cachorro é jogado no lixo e Polícia identifica suspeitos de maus-tratos

 

Após a repercussão do caso, conta Regina, a jovem enviou uma pedido de desculpas, via WhatsApp, para seu filho.

Regina vai prestar depoimento na Polícia Civil nesta quinta-feira, às 11h. Já a mulher que jogou a gata em direção ao cão será ouvida às 15h, segundo ela.

Apesar do susto, a gata Bela não se feriu. Crédito da foto: Arquivo pessoal

História de Bela

Regina conta que adotou Bela há cerca de quatro anos. Segundo ela, a gata era vítima de maus-tratos e foi resgatada por uma veterinária.

A gata é bastante dócil e, por isso, a mulher conseguiu pegá-la no colo antes de arremessá-la, afirma. Conforme a advogada, Bela estava na rua naquele momento porque costuma passear no período da tarde.

Além de Bela, Regina é tutora de outro gato e de sete cães. Conforme a advogada, essa foi a primeira vez que um de seus animais de estimação foi maltratado.

Para ela, a autora da ação deve ser responsabilizada pelo ato. “Eu quero justiça para ela (Bela) e para todos os animais que serão maltratados e mortos”. (Vinicius Camargo)

 

Comentários