Sorocaba e Região

Mulher é presa suspeita de matar atual companheira do ex-marido

O homicídio ocorreu no Jardim Paulistano, em Salto de Pirapora, na manhã desta segunda-feira (15)
Justiça determina suspensão de visitas em presídios da região de Sorocaba
A mulher suspeita do crime foi presa e encaminhada para a Penitenciária Feminina de Votorantim. Crédito da foto: Aldo V. Silva (16/03/2017)

Atualizada às 14h32

Um mulher de 36 anos foi presa suspeita de matar a facadas a atual companheira do ex-marido, de 40 anos, em Salto de Pirapora. O homicídio ocorreu na rua João Pedroso da Rosa, no Jardim Paulistano, na manhã desta segunda-feira (15).

Segundo a Polícia Civil, o homem, de 30 anos, contou estar com a companheira em frente à casa deles, quando a sua ex-esposa chegou para deixar os filhos. A mulher,  informou ele à polícia, estava com os braços para trás, como se segurasse um objeto.

Ao desconfiar do comportamento dela, ele fugiu e deixou a namorada no local. Quando retornou, a encontrou caída da rua, com ferimentos no braço e na perna. Ela chegou a ser socorrida para a Santa Casa de Salto de Pirapora, mas não resistiu.

A suspeita do crime também foi levada para o mesmo hospital, com um machucado no rosto. A lesão, diz a corporação, foi causada pela vítima, na tentativa de se defender dos golpes.

Leia mais  Pró-Sangue atenderá na fase vermelha

Posteriormente, ela foi levada para a delegacia da cidade, onde foi autuada por homicídio. Em seguida, foi transferida para a Penitenciária Feminina de Votorantim. Conforme a polícia, a mulher alegou ter agido em legítima defesa. Porém, nenhum objeto que indicasse tentativa de ataque à autora do esfaqueamento foi encontrado com a vítima. Desta forma, afirma a corporação, a hipótese foi descartada.

A faca usada no assassinato também foi apreendida.

Os três envolvidos no caso já tinham passagens policiais por tráfico de drogas. (Da Redação) 

 

 

 

 

 

 

Comentários