Sorocaba e Região

Mulher é presa com droga dentro das botas em rodovia de Itu

Passageira de 30 anos saiu do Paraguai e iria entregar a droga em Vitória, no Espírito Santo
Drogas estavam amarradas nas pernas da mulher, escondidas dentro das botas. Crédito da foto: Polícia Rodoviária

Uma mulher de 30 anos foi detida por tráfico internacional de drogas com diversas porções de haxixe dentro das botas, na rodovia Castelo Branco (SP-280), em Itu. O caso ocorreu no início da tarde desta quarta-feira (11), na altura do quilômetro 74 da via, sentido Capital.

Segundo a Polícia Rodoviária, equipes realizavam uma fiscalização de rotina em um ônibus que saiu de Foz do Iguaçu (PR), com destino a São Paulo. Ao entrarem no veículo, uma passageira demonstrou nervosismo na presença dos policiais e apresentou informações desencontradas sobre a viagem.

Ainda segundo a Polícia, os agentes decidiram revistar os pertencer da mulher, porém, nada foi encontrado. Os policiais fizeram buscas na poltrona da suspeita, onde encontraram uma caixa com diversas placas da droga haxixe.

Volume dentro das botas

Os PMs perguntaram sobre a droga para a mulher, que negou ser dela. Entretanto, os policiais notaram que havia um volume dentro das botas da suspeita. Durante revista, foram encontradas mais porções de haxixe amarradas às pernas dela, encobertas pelas botas.

Porções de haxixe foram apreendidas pela Polícia Rodoviária. Crédito da foto: Polícia Rodoviária/Divulgação

Ela então confessou que transportava as drogas e que pegou os entorpecentes em Capitán Bado, no Paraguai. O haxixe seria levado pela mulher para Vitória, no Espírito Santo, e ela receberia R$ 2 mil pela entrega. Ela não informou quem forneceu a droga e nem quem receberia.

A mulher declarou aos policiais que, para despistar a fiscalização, usou três linhas de ônibus diferentes para sair do Paraguai e chegar ao Brasil. Ela teria passado pela fiscalização de agentes da Polícia Federal no Paraguai, mas eles não localizaram a droga.

A suspeita já possui passagem na Justiça pelo mesmo crime, mas estava em liberdade após passar por audiência de custódia e declarar que tinha uma filha menor de idade. Ela foi encaminhada para a Polícia Federal de Sorocaba, onde foi registrado um boletim de ocorrência por tráfico internacional de drogas, e permaneceu à disposição da Justiça. O entorpecente, que totalizou 10 tabletes, foi apreendido. (Da Redação)

Leia mais  Morre suspeito de produzir drogas em apartamento no centro de Sorocaba

 

 

Comentários