Sorocaba e Região

Mulher é atropelada por picape durante discussão em Piedade; veja o vídeo

Caso ocorreu na manhã deste sexta-feira (30); vítima também teria sido agredida com socos e até mordidas pelo marido

 

Boletim de ocorrência afirma que mulher também foi perseguida pelo companheiro. Crédito da foto: Reprodução

 

Uma mulher foi atropelada durante desentendimento com o esposo na cidade de Piedade, na Região Metropolitana de Sorocaba (RMS). A situação ocorreu por volta das 7h30 desta sexta-feira (30). De acordo com a Polícia Militar, as agressões teriam ocorrido enquanto a vítima era levada para ter aula em uma autoescola.

Ainda conforme a PM, a mulher foi agredida com socos, puxões de cabelo e mordidas, bem como após tirá-la da picape, o agressor teria passado com o veículo em cima da perna esquerda dela. O motivo do desentendimento seria pelo fato de que a mulher queria R$ 200,00 para pagar a autoescola.

Partes das agressões foram gravadas por câmeras de monitoramento da cidade. No vídeo, em dado momento, em uma calçada, é possível verificar que o condutor avança com a picape contra a mulher, que se esquiva. Em outro momento, a mulher tenta acessar o interior do veículo pela porta do passageiro e é atropelada. Ela cai na via e quando se levanta, demonstra aparente lesão ao andar.

Leia mais  Sorocaba vacina idosos de 79 anos ou mais nesta terça-feira (2) com agendamento on-line

O agressor se evadiu do local dos fatos, ainda conforme informações da Polícia Militar. Entretanto, os policiais iniciaram diligências. O homem foi localizado em Tapiraí, recebendo voz de prisão. A ocorrência foi atendida pela PM de Piedade, pela equipe composta pelo cabo Dias e pelo soldado Medeiros.

De acordo com o relato dos policiais, o acusado estava nervoso na hora da abordagem e tentou resistir durante a revista pessoal. A PM alega que foi usado força moderada para contê-lo.

O acusado foi conduzido até a Santa Casa de Tapiraí e posteriormente à delegacia de Pilar do Sul. A vítima também foi encaminhada para a cidade. O delegado de plantão, Milton Andreoli, tomou conhecimento dos fatos e ratificou a voz de prisão.

O caso foi registrado como tentativa de feminicídio. As informações também constam no boletim de ocorrência do caso. o documento ainda diz que a mulher chegou a ser perseguida  pelo companheiro.

Comentários