Sorocaba e Região

Morte de Eno Lippi repercute em Sorocaba

Pai do deputado federal e ex-prefeito Vitor Lippi, Eno foi médico da CBA e atendia em residências
Eno Lippi recebeu muitas homenagens e recados de gratidão por seu trabalho. Crédito da foto: Pedro Negrão (7/12/2012)

Foi sepultado nesta quinta-feira (23), às 17h, no cemitério Pax, o corpo de Eno Lippi, pai do deputado federal e ex-prefeito de Sorocaba Vitor Lippi (PSDB). Ele tinha 87 anos. A notícia sobre sua morte repercutiu muito e diversas pessoas prestaram homenagens a Eno. A causa da morte está relacionada a complicações do novo coronavírus.

A informação foi confirmada pela assessoria de comunicação do deputado. “A família agradece todo o empenho das equipes médicas nos últimos dias, bem como todas as mensagens de apoio de amigos e familiares”, diz o texto divulgado em nome de Vitor Lippi.

Eno Lippi, por muitos anos, foi médico da empresa CBA, na cidade Alumínio. Ele também era conhecido como o profissional da saúde que atendia em residências, antes da formatação do Sistema Único de Saúde (SUS).

Repercussão

Sobre a morte de Eno Lippi, a repercussão foi imediata. “Lamento o falecimento do Sr. Eno Lippi por complicações em decorrência da Covid-19, pai do estimado deputado federal Vitor Lippi. Que Deus conforte toda a família neste momento de dor. Meu abraço fraterno”, afirmou Flavio Amary, secretário de Habitação do Governo do Estado de São Paulo.

“Neste momento de dor, transmito meus sentimentos ao amigo deputado federal Vitor Lippi e a toda a família pelo falecimento do seu pai, doutor Eno, médico respeitado e vítima do coronavírus. Que Deus dê consolo e força para enfrentar esta tristeza”, disse em nota a deputada estadual Maria Lúcia Amary (PSDB).

Leia mais  Arcebispo pede orações a invasores que profanaram sacrário de igreja

Outro parlamentar a se manifestar foi Jefferson Campos (PSB). “É com muito pesar que recebemos a notícia do falecimento do doutor Eno Lippi”, diz. Ele considerou que o fato ocorreu em um momento em que se está lutando pela vida e que o deputado é um defensor da vida. “Receber uma notícia como essa, sem dúvida nenhuma, abala a todos. Desejamos que o espírito de Deus conforte a ele e a toda a sua família. Continuamos orando pela família do deputado e por ele também. Que Deus os mantenha, os segure e os conforte em suas mãos”, continua o deputado.

O presidente da Câmara de Sorocaba, vereador Fernando Dini (MDB), em nome do Legislativo, também se manifestou. “O Legislativo sorocabano solidariza-se com a família do doutor Eno, assim como com todas as outras famílias que já perderam seus entes queridos devido à Covid-19 e ressalta a luta que vem travando junto com o Poder Executivo no combate a essa pandemia”, diz a nota do parlamentar.

Leia mais  Motorista de aplicativo é esfaqueado durante assalto em Itu

“Passamos por um período difícil, de tristezas e perdas, como a do querido pai do deputado Vitor Lippi. Sabemos que a batalha continua, é árdua, que medidas precisam continuar sendo tomadas, mas que unidos, vamos conseguir vencer essa guerra”, conclui.

O vereador Engenheiro Martinez (PSDB) publicou uma nota em sua rede social, na qual lamenta a situação.
Também o Diretório Municipal do PSDB prestou condolências. “O PSDB de Sorocaba, em nome de todos os seus filiados, presta sinceras condolências ao doutor Vitor Lippi e aos seus familiares pelo falecimento de seu pai, doutor Eno, médico, respeitado. Que Deus conforte todos os acometidos pela doença do coronavírus e de suas complicações”, diz a nota do presidente Valter José.

“Meus sentimentos ao meu colega deputado federal Vitor Lippi pela perda de seu honrado pai Eno Lippi. Que Deus conforte o coração de toda a família por essa triste perda”, expressou o deputado federal Capitão Derrite (Progressistas).

O reconhecimento também veio por meio de publicações nos canais digitais do Cruzeiro do Sul.
A esposa de Eno, Volda Lippi, segue internada em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Segundo disse a assessoria do deputado, às 17h40 desta quinta-feira (23), seu estado é grave, porém estável. (Marcel Scinocca)

Comentários