Sorocaba e Região

Moradores do Júlio de Mesquita voltam a reclamar de escorpiões

Problema é provocado por acúmulo de entulho e sujeira em áreas públicas
Moradores do Júlio de Mesquita voltam a reclamar de escorpiões
Descarte irregular de lixo e entulhos favorece aparecimento dos animais peçonhentos. Crédito da foto: Emidio Marques (10/10/2019)

 

Moradores de duas ruas do bairro Júlio de Mesquita Filho (Sorocaba 1) reclamam da invasão de escorpiões e ratos em suas residências. O problema ocorre, segundo eles, com frequência e a causa seria a existência de pelo menos dois terrenos que estão com acúmulo de lixo, entulho, mato e móveis usados, como sofás e colchões. Eles disseram que já fizeram reclamações para a Prefeitura de Sorocaba e que apenas foi feito roçagem do mato no local.

Os moradores afirmam ainda que pessoas da própria região e de outros bairros frequentemente vão ao local para descartar mais lixo e entulho nos terrenos. Com isso, os escorpiões e ratos continuam invadindo as casas mais próximas. Situação que já tinha sido alvo de matéria do Cruzeiro do Sul no dia 22 de agosto. Na manhã de anteontem, a reportagem voltou ao local para verificar o mesmo problema.

Moradores das ruas Áureo Arruda e Professor Aluísio Vieira dizem que colecionam escorpiões capturados dentro das residências. Eles afirmam que já encontraram escorpião em cima da cama, na máquina de lavar, na cozinha, entre outros locais. Com crianças pequenas em suas casas, os moradores correm riscos, já que uma picada de escorpião pode até matar.

Leia mais  Ação da Prefeitura contra escorpiões avança no Wanel Ville

 

Moradores do Júlio de Mesquita voltam a reclamar de escorpiões
Silton: problema é antigo. Crédito da foto: Emidio Marques (10/10/2019)

 

O líder de expedição, Silton Corrêa, 53 anos, afirma que a invasão de escorpiões no bairro ocorre há cerca de um ano pelo menos, mas que a situação dos terrenos cheios de entulho e lixo no Sorocaba 1 já é um problema mais antigo. “Recentemente foi feita a roçagem do mato, mas o lixo, o entulho e os móveis velhos descartados no local não foram retirados”, questiona.

Moradores do Júlio de Mesquita voltam a reclamar de escorpiões
Estela: ninguém resolve. Crédito da foto: Emidio Marques (10/10/2019)

 

Estela Beranger, 50 anos, mora no bairro desde 1993 e também já encontrou vários escorpiões dentro de sua residência. Ela conta que já fez protesto no bairro por conta dos escorpiões e do acúmulo de lixo e entulho nos terrenos ao lado da rua da casa dela, mas que mesmo assim nada foi resolvido. “Quando é época de eleições municipais vários candidatos e vereadores aparecem aqui e prometem que vão resolver a situação e nada”, diz.

Os moradores contam ainda que em um dos terrenos a Prefeitura de Sorocaba pretendia fazer uma praça e instalar uma academia ao ar livre no local, mas o projeto não vingou. “Tenho netos pequenos e podíamos hoje usar a praça para passear com eles e brincar, mas está tudo cheio de lixo, entulho e mato. E dentro da nossa casa ainda temos que conviver com escorpiões? É um descaso isso”, desabafa outra moradora Angelina Proença Nunes, 78 anos.

Leia mais  Escorpiões assustam moradores de três bairros em Sorocaba

 

Moradores do Júlio de Mesquita voltam a reclamar de escorpiões
Angelina: é um descaso. Crédito da foto: Emidio Marques (10/10/2019)

 

A Secretaria de Conservação, Serviços Públicos e Obras (Serpo) informa que a área pública passou por serviço de limpeza no começo de setembro. “A Serpo irá mandar um fiscal para nova verificação e, se necessário, irá programar outra limpeza”, diz. (Ana Cláudia Martins)

Comentários