Sorocaba e Região

Moradores do Jardim Iguatemi reclamam de festas clandestinas

Segundo os denunciantes, eventos acontecem às quartas, sextas-feiras e sábados

 

Mesmo em meio a pandemia de Covid-19, a balada divulga a programação das festas. Crédito da foto: Reprodução redes sociais

Moradores do Jardim Iguatemi, na zona industrial de Sorocaba, reclamam de eventos realizados em uma casa noturna situada no Jardim Leocádia, bairro vizinho. A boate fica na rua Ribeirão Preto. Mesmo em meio à pandemia de Covid-19, a casa divulga, inclusive, a programação das festas nas redes sociais.

Segundo os denunciantes, os eventos  acontecem às quartas, sextas-feiras e sábados, desde agosto. Eles afirmam já ter denunciado o caso à Prefeitura, à Guarda Civil Municipal (GCM) e a outros órgãos fiscalizadores. Porém, receberam somente o número do protocolo de requerimento da denúncia e nenhuma medida efetiva foi tomada.

Além do aumento do risco de contaminação pelo novo coronavírus, gerado pela aglomeração de frequentadores da casa noturna, os habitantes das imediações sofrem com o barulho do som alto, informam. “Começa por volta das 23 horas e vai até as 5 horas da manhã. Não conseguimos nem dormir!”, reclama uma moradora, que preferiu não ser identificada.

Leia mais  Um dia na História

“Eu moro aqui há dez anos e nunca vi nada igual. O barulho desta casa noturna, desde agosto, tem tirado o sossego da minha família. Já liguei várias vezes e um fica jogando para o outro e ninguém resolve nada” conta outro residente, indignado.

Eventos irregulares acontecem desde agosto. Crédito da foto: Reprodução redes sociais

De acordo com as determinações do Plano São Paulo, na fase 3 (amarela), eventos com público em pé estão proibidos.

Os vídeos enviados ao jornal Cruzeiro do Sul mostram o desrespeito das medidas de segurança e prevenção à doença na casa noturna. Dentro do local, todas as pessoas aparecem sem máscara de proteção facial e não seguem o distanciamento social.

Posicionamento da boate

O sócio proprietário da casa noturna informou que o estabelecimento segue as medidas de proteção contra o coronavírus determinadas pelo Plano São Paulo. Ele também disse que a boate conta com laudo acústico, aferido pela Prefeitura de Sorocaba e pela empresa contratada, que isola os ruídos internos. Questionado sobre os vídeos enviados à Redação, o proprietário justificou que se tratam de postagens antigas e, atualmente, o local funciona com capacidade reduzida.

Leia mais  Estado de São Paulo registra 31,2 mil internados por Covid-19

O jornal Cruzeiro do Sul enviou questionamentos sobre o caso para a Prefeitura de Sorocaba e aguarda respostas. (Wilma Antunes / Programa de estágio – Supervisão: Vinicius Camargo)

Confira o vídeo:

Comentários