Sorocaba e Região

MBL embasa pesquisa sobre falta de policiais militares em Sorocaba

Representação ao Ministério Público evoluiu para um inquérito civil
MBL embasa pesquisa sobre falta de PMs em Sorocaba
Comando da PM em Sorocaba divulga que o trabalho do efetivo atual tem reduzido os índices criminais. Crédito da foto: Emidio Marques / Arquivo JCS (28/8/2019)

O coordenador do Movimento Brasil Livre (MBL) Sorocaba, Ítalo Moreira, e o deputado estadual Arthur do Val, (DEM), que ficou famoso na internet como o youtuber Mamãe Falei, são os autores da representação ao Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP) que denuncia o efetivo de policiais militares na cidade. O documento foi feito em parceria com o advogado Lucas Gandolfe.

O levantamento dos dados, inclusive, ocorreu por iniciativa de Moreira. A representação evoluiu para um inquérito civil, conforme mostrou a edição desta quinta-feira (2) do jornal Cruzeiro do Sul.

Leia mais  MP investiga baixo efetivo da Polícia Militar em Sorocaba

 

Na representação, eles destacaram o baixo efetivo e pediram por aumento policial para Sorocaba. Conforme o texto, o efetivo policial da cidade é menor do que o de 20 anos atrás, quando a cidade tinha apenas 400 mil habitantes. O ativista Ítalo Moreira explica que “o município de Sorocaba pertence à Região de Comando de Policiamento do Interior, tendo o efetivo fixado de 861 e existente de 768 policiais militares”.

Na peça de representação, os autores expuseram diversas decisões judiciais sobre a situação. Um dos casos é o de Campinas, onde o MP ajuizou uma ação civil pública em defesa do aumento do efetivo policial (civil e militar). Na cidade, o pedido do MP foi atendido. Em Sorocaba, o inquérito é de responsabilidade do promotor Orlando Bastos.

Polícia Militar

Ainda sobre a matéria publicada pelo Cruzeiro ontem, em nota, o 7º Batalhão de Polícia Militar afirmou que a instituição apresenta na cidade “excelente atuação culminando na redução substancial dos índices criminais conforme descreve. O documento trouxe dados sobre a redução em alguns índices de criminalidade, incluindo roubo, furto, roubo de veículo e furto de veículo. A tabela afirma que no caso de roubo de veículo a redução foi de 63% de agosto de 2018 para o mesmo período deste ano.

Ainda conforma a nota, toda a “ação policial é pautada no policiamento orientado com a utilização de ferramentas inteligentes visando à redução dos indicadores nos locais de maior incidência criminal, conforme dados extraídos dos Boletins de Ocorrência registrados bem como a fim de propiciar o aumento da percepção de segurança”. (Marcel Scinocca)

Comentários