Sorocaba e Região

Maratona busca soluções on-line para Apae de Sorocaba

Jovens programadores desenvolvem softwares, sites ou aplicativos para auxiliar entidade
Maratona busca soluções on-line para Apae
Cerca de 30 estudantes se concentraram durante 24 horas no Parque Tecnológico durante evento. Crédito da foto: Emidio Marques

Usar a tecnologia para ajudar a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Sorocaba. Foi isso que um grupo de 30 estudantes e recém-formados, de Sorocaba e outras cidades, fizeram durante um evento com duração de 24 horas, iniciado sábado (8), no Parque Tecnológico de Sorocaba (PTS). Chamado de Hackathon, a primeira edição do evento é um desafio para os jovens programadores desenvolverem softwares, sites ou aplicativos com o objetivo de ajudar aos assistidos pela Apae Sorocaba em suas principais necessidades,

A proposta é criar ferramentas tecnológicas para otimizar as doações, meio de pagamento digital, dar mais transparência à aplicação dos recursos recebidos, prontuário para acompanhamento dos cerca de 350 assistidos pela entidade (de 0 a 55 anos), entre outras soluções digitais. Para a gestora da Apae Sorocaba, Lidianne Queirós, “o objetivo da Apae com o Hackathon é dar acesso à tecnologia aos nossos atendidos, trazendo novas experiências para todos os segmentos da organização”.

Maratona busca soluções on-line para Apae
Lidianne, gestora da Apae. Crédito da foto: Emidio Marques

Divididos em grupos, o PTS ofereceu aos jovens suas instalações e eles usaram notebooks e acesso à internet para colocar as ideias em prática e desenvolver as soluções digitais para atender a demanda da Apae Sorocaba. Antes de iniciar os trabalhos, os jovens tiveram uma rápida palestra para conhecer o trabalho desenvolvido pela entidade e em seguida conheceram algumas sugestões de soluções digitais que poderiam agilizar e otimizar as tarefas realizadas na Apae Sorocaba.

Ao final dos trabalhos, uma comissão de jurados irá escolher as melhores soluções e produtos desenvolvidos especificamente pelos participantes para a entidade

A entidade trabalha há 51 anos a integração de pessoas com deficiência intelectual e múltipla focando em suas potencialidades individuais e dando apoio às famílias. Porém, com a orientação de mentores representantes da causa da Apae, os jovens terão que cumprir a missão de desenvolver soluções inovadoras para o déficit dos assistidos em questões de interação com a tecnologia.

Leia mais  Apesar da tecnologia, profissões resistem ao tempo e à extinção

 

Ao final dos trabalhos, uma comissão de jurados, formada por representantes da Apae Sorocaba e das empresas patrocinadoras do evento, irá escolher as melhores soluções e produtos desenvolvidos especificamente pelos participantes para a entidade. Os vencedores irão receber prêmios como bolsas de estudo oferecidas pela Faculdade de Engenharia de Sorocaba (Facens) e até oportunidade de emprego nas empresas patrocinadoras.

Maratona busca soluções on-line para Apae
Thiago: veio de São Paulo. Crédito da foto: Emidio Marques

O estudante de jornalismo Thiago Toledo, 22 anos, veio de São Paulo para participar do evento em Sorocaba e disse que já esteve em outras oito edições do Hackathon, em outras cidades. Ela afirma que quis participar do evento principalmente pelo fato de ajudar uma entidade como a Apae Sorocaba. “Meu grupo está pensando em montar um site ou um aplicativo para que as pessoas possam fazer as doações para a entidade de forma mais fácil”, conta.

Maratona busca soluções on-line para Apae
Eduardo: primeira vez. Crédito da foto: Emidio Marques

Já o estudante de Análise de Desenvolvimento de Sistemas da Fatec Sorocaba, Eduardo Son, 21 anos, afirma que participa pela primeira vez desse tipo de evento e que o grupo dele quer desenvolver um sistema para dar mais transparência para as doações recebidas pela Apae Sorocaba. (Ana Cláudia Martins)

Comentários

CLASSICRUZEIRO