Brasil Sorocaba e Região

Major Olimpio tinha forte relação com o Cruzeiro. Lembre suas entrevistas!

Nascido em Presidente Wenceslau, senador falecido aos 58 anos era muito ligado ao interior paulista
Senador Olímpio no Cruzeiro do Sul
Presidente do Conselho de Administração da FUA, César Augusto Ferraz dos Santos, e o senador Major Olimpio no Cruzeiro do Sul. Crédito: Fábio Rogério

A morte do senador Major Olimpio (PSL-SP), de 58 anos, ontem (18), em decorrência da Covid, após ter ficado internado por 16 dias, sendo 13 deles na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), causou comoção no meio político nacional. Ela significa a perda de um político preparado, com vasta experiência e que certamente ainda teria longa e frutífera carreira de contribuição para os destinos da Nação. Eleito senador pelo PSL em 2018, com mais de 9 milhões de votos, a quinta maior votação para o cargo da história, Olimpio tinha experiência — foi deputado estadual e deputado federal — e capacidade para ocupar cargos de destaque em qualquer governo.

Sua tenacidade pôde ser vista novamente quando, da cama do hospital, participou pela última vez de uma sessão do Senado, ao votar a favor da proposta de Emenda à Constituição (PEC) que reinstituiu o pagamento do auxílio emergencial. O senador, que completaria 59 anos no próximo sábado, deixa a mulher e dois filhos.

Nascido em Presidente Venceslau, em 20 de março de 1962, Olimpio sempre manteve sua ligação com o interior paulista. Por diversas vezes esteve em Sorocaba, para cerimônias, homenagens e eventos. Em muitas dessas ocasiões foi recebido pelos membros da Fundação Ubaldino do Amaral (FUA), seja na Radio Cruzeiro FM 92,3, no jornal Cruzeiro do Sul ou em visitas privadas.

Ainda como deputado federal, em setembro de 2018, Olimpio visitou o jornal Cruzeiro do Sul onde foi recebido pelo então diretor do Conselho Superior da FUA, Laelso Rodrigues, e pelo conselheiro Pedro de Souza.
Em maio de 2019, já como senador, voltou à Sorocaba onde prestou solidariedade aos funcionários do Fórum pela morte da oficial de Justiça Natália Dias Cesco. Em seguida, deu longa entrevista à rádio Cruzeiro FM 92,3. Esteve também no Cruzeiro do Sul onde foi recebido por diretores e pelo presidente do Conselho de Administração da FUA, César Augusto Ferraz dos Santos.
Em outubro do mesmo ano, retornou a Sorocaba acompanhado do deputado federal Capitão Guilherme Derrite (PP) para ouvir as demandas da região e participar de solenidades da Semana Brigadeiro Tobias de Aguiar. Na ocasião, ambos foram recepcionados pelo Promotor de Justiça Antônio Domingues Farto Neto. Maçom da Grande Oriente de São Paulo (GOSP), Olimpio também já esteve na cidade para ministrar a palestra “Maçonaria e Política”, no Instituto Humberto de Campos. Em outra oportunidade, ele foi recebido — juntamente com os deputados federais Capitão  Derrite, Katia Sastre e Guiga Peixoto, e com o deputado estadual Danilo Balas — em churrasco com conselheiros da FUA.
A última entrevista concedida ao jornal Cruzeiro do Sul foi em novembro de 2020 (veja abaixo).
Comentários