Sorocaba e Região

Mais de mil participam da Corrida Pink do Bem

Pela primeira vez ela é realizada de maneira virtual para evitar aglomerações
Mais de mil participam da Corrida Pink do Bem
Maysa Miceli Santini de Souza, presidente da Liga, Luciana Pepper e Márcia Rodrigues. Crédito da foto: Divulgação

Com mais de mil inscritos, a 6ª edição da Corrida Pink do Bem, que é promovida pela Liga Sorocabana de Combate ao Câncer, começou ontem e segue até domingo (18). Este ano, por conta da pandemia da Covid-19, a corrida é realizada virtualmente. Deste modo, os participantes fazem caminhadas ou corridas, de acordo com suas inscrições, e enviam fotos ou vídeos para a organização do evento. Em seguida, as imagens e vídeos são publicadas nas redes sociais da Liga (Facebook e Instagram).

Para participar da corrida, os participantes adquiriram kits, com camiseta, número de peito, medalha, entre outros, e toda renda obtida com a venda dos produtos é revertida para a realização de exames ginecológicos. O público-alvo é formado por mulheres que aguardam na fila do Sistema Único de Saúde (SUS) para a realização de exames como mamografia, entre outros.

Segundo a presidente da Liga Sorocabana de Combate ao Câncer, Maysa Miceli Santini de Souza, a 6ª edição da Corrida Pink do Bem (virtual) superou as expectativas da organização e as 950 inscrições disponíveis se esgotaram um dia antes do prazo de encerramento. “Chegamos a pensar se realmente iríamos fazer a corrida este ano por conta da pandemia, já que o evento não poderia ser realizado da forma tradicional, como ocorre anualmente, com as pessoas correndo ou caminhando juntas. Então, decidimos fazer de forma virtual e houve uma grande acolhida dos participantes”, destaca Maysa.

A entidade ainda conseguiu fornecer mais kits, porém com menos itens e por um valor menor, por conta das pessoas que ainda estavam procurando pelas inscrições. Além de moradores de Sorocaba, a corrida recebeu também inscritos de todo o Brasil, cujos kits foram enviados para os endereços dos participantes. Na cidade, a retirada ocorreu na sede da entidade, que fica no Jardim Faculdade.

Até domingo, pelas redes sociais, a Liga também fará diversas “lives” para falar sobre a corrida, prevenção ao câncer de mama, bate-papo com a organização e com patrocinadores.

A Liga Sorocabana de Combate ao Câncer já contribuiu com a realização de quase 2 mil exames de mamas e exames ginecológicos para as mulheres. A Corrida Pink do Bem também faz parte das comemorações do “Outubro Rosa”, que é o mês de conscientização da prevenção do câncer de mama. Desde 1975, a entidade atende mulheres em tratamento de câncer de mama e ginecológico.

Gosto pela atividade física e foco social

Mais de mil participam da Corrida Pink do Bem
Sílvia Helena Correa Pereira. Crédito da foto: Divulgação

Participando da Corrida Pink do Bem pela quarta vez, a empresária Silvia Helena Correa Pereira, 48 anos, afirma que o evento é uma iniciativa ao gosto pela atividade física, além de uma forma de contribuição social.

Ela afirma que já corre há alguns anos, por incentivo de familiares que são esportistas, e que aproveita para participar todo ano da Pink do Bem para correr e ajudar quem precisa. “Este ano será diferente por conta da pandemia. Vamos correr no domingo, pela manhã, com um grupo de corredores, saindo da avenida Dom Aguirre”, diz.

Já a empresária Liliani Muniz Marquezin, 48 anos, disse que é a primeira vez que ela participa da Corrida Pink do Bem. “Sempre tive vontade de correr, mas nunca tinha tomado a iniciativa. Então, há três meses decidi iniciar na corrida e estou ansiosa para correr no evento na manhã de domingo. Será uma emoção nova”, aponta. (Ana Cláudia Martins)

Comentários