fbpx
Guia Saúde Sorocaba e Região

Mais de 30 mil pessoas com diabetes são atendidas pelo SUS em Sorocaba

Desses pacientes, 11.205 são apenas pessoas com diabetes e 20.151 são cidadãos com diabetes e hipertensão
diabetes
Aproximadamente 8 mil dependem de insulina para o tratamento da doença. Crédito da foto: Pedro Negão

O Dia Mundial do Diabetes é celebrado nesta quinta-feira (14). Em Sorocaba, 31.356 pacientes estão cadastrados nas 32 Unidades Básicas de Saúde (UBSs). Desses pacientes, 11.205 são apenas pessoas com diabetes e 20.151 são cidadãos com diabetes e hipertensão.

Do total, aproximadamente 8 mil dependem de insulina para o tratamento da doença. A pessoa que é diagnosticada com diabetes na rede Sistema Único de Saúde (SUS) em Sorocaba, passa por uma consulta com o médico para avaliar a classificação de risco e é direcionada ao Programa de Diabetes da UBS.

Após a avaliação, o usuário entra num cronograma de consultas, que varia entre consulta médica individual ou coletiva, consulta de enfermagem individual ou coletiva, e atendimento individual com o técnico de enfermagem.

Os pacientes insulinodependentes recebem gratuitamente o glicosímetro, tiras reagentes, lancetas e seringas. Já para os pacientes que não dependem da insulina podem retirar a medicação na rede de farmácia popular da cidade.

Leia mais  Ponte em situação precária preocupa moradores de Piedade

Além disso, a Secretaria da Saúde (SES) também conta com endocrinologista e ambulatório de feridas pé diabético para casos mais complexos.

Ambulatório de feridas e pé diabético

O ambulatório de feridas e pé diabético, situado na Policlínica Municipal, oferece atendimento para 500 pacientes por mês com problemas nos pés. Como feridas, calos, ressecamento, deformidades, lesões crônicas nas pernas (lesão por pressão e deiscência cirúrgica), além de vários problemas causados em pacientes diabéticos.

O setor também atua em parceria com o Programa Municipal de Hanseníase à assistência desses pacientes. Os atendimentos são realizados desde 2005 e oferecem assistência multiprofissional especializada aos pacientes SUS.

Os atendimentos no Ambulatório de Feridas e Pé Diabético são realizados de segunda a sexta-feira, das 7h às 13h, com os pacientes encaminhados pelas Unidades Básicas de Saúde (UBSs).

Leia mais  Plano Diretor prevê expansão da área central e verticalização de Araçoiaba

Federação Internacional de Diabetes

A Federação Internacional de Diabetes fez um levantamento, e aproximadamente 425 milhões de adultos vivem com a doença e em 2045 serão 629 milhões. Um dos problemas do diabetes alto é a neuropatia, que são danos nos nervos periféricos das extremidades dos pés. Isso faz com que a pessoa com a doença deixe de sentir dor e tenha a sensação de formigamento.

Essa perda da sensibilidade é o que faz com que a pessoa se machuque e não sinta por conta de um calçado apertado, por exemplo. As feridas causadas podem evoluir para infecção e amputação.

O diabetes é uma doença crônica que ocorre quando o pâncreas não consegue mais produzir insulina ou quando não consegue fazer o uso da insulina que o corpo produz. Isso aumenta os níveis de glicose no sangue e a longo prazo, causa danos no corpo e em vários órgãos e tecidos. (Da Redação, com informações da Prefeitura de Sorocaba)

Comentários