Sorocaba e Região

Lippi fala de planos para o novo mandato

O tucano imagina um cenário mais estável politicamente a partir de 2019
Lippi fala de planos para o novo mandato
Deputado quer atuar na saúde e modernização econômica. Crédito da foto: Fábio Rogério

 

Trabalhar em Brasília para modernizar economicamente o Brasil e atuar na região de Sorocaba em prol da saúde é o que promete o deputado federal reeleito Vitor Lippi (PSDB) para os próximos quatro anos de mandato. O tucano imagina um cenário mais estável politicamente a partir de 2019 e por isso acredita que pautas que considera importantes, como a reforma tributária e a aprovação da lei que flexibiliza os processos de licitação devem tramitar com tranquilidade.

Lippi afirma que o seu primeiro mandato, que teve início em 2015 e se finda agora, foi um dos mais difíceis por conta dos acontecimentos políticos. “Tivemos o impeachment de Dilma Rousseff, Temer denunciado, Eduardo Cunha cassado, a Lava Jato em pleno vapor e uma campanha muito conturbada e tudo isso resulta em instabilidade econômica.” Embora avalie os últimos quatro anos como conturbados, Lippi aponta também pontos positivos, como aprovação do que chama de modernização da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), controle da inflação e queda dos juros. “Ainda há muito a melhorar. Os juros ainda estão altos, mas melhoraram e a modernização trabalhista também torna o mercado mais favorável”, afirma o deputado.

Leia mais  Sorocaba soma 98 casos suspeitos do novo coronavírus

O tucano conta que também está otimista com a troca no governo federal e acredita na equipe econômica que vem sendo montada pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). “É um personagem polêmico que agora está ainda mais em evidência, mas situações periféricas não irão se sobressair ao trabalho voltado para a recuperação econômica do País”, disse Lippi quando questionado sobre decisões de Bolsonaro como a extinção do Ministério do Trabalho.

Região de Sorocaba

Na região, segundo o deputado federal, cerca de 80% das emendas impositivas serão destinadas à saúde, com foco nos setores de cirurgias dos hospitais da área do Departamento Regional de Saúde 16 (DRS-16), que integra Sorocaba e outros 47 municípios. “Anualmente são R$ 15 milhões que posso fazer a destinação e reforçando principalmente os hospitais de cidades menores, conseguimos desafogar os dois hospitais regionais de Sorocaba”, disse. Em 18 meses, segundo Lippi, a meta é ampliar em pelo menos 3 mil a capacidade de cirurgias na DRS-16.

Lippi também considerou como acertada a instalação do segundo hospital geral na cidade, que já contava com o Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS). “Entendo que os dois se complementam e o novo hospital, com a infraestrutura que apresenta, demonstra que as Parcerias Público-Privadas são o jeito mais eficaz de administrar.” O tucano afirma que atualmente é sub-relator da lei de licitações, que, segundo ele, facilitará compras emergenciais, principalmente na saúde. “Vamos facilitar os meios para que o atendimento à população seja mais eficaz, sempre com clareza, reportando e expondo todos os gastos no Portal da Transparência”, finalizou. (Da Redação)

Comentários
Assuntos