Sorocaba e Região

Leite especial para crianças está em falta na farmácia do CHS

Uma nova remessa foi adquirida pela Secretaria da Saúde do Estado, com previsão de chegada na próxima semana

Pais que retiram latas de leite especial para crianças com intolerância à lactose e à proteína do leite de vaca, gratuitamente, na farmácia de alto custo do Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS), produto está em falta.

Segundo eles, a farmácia de alto custo, que é mantida pelo Estado, não informou o motivo da falta do leite especial e nem quando o produto deverá chegar. A única informação dada aos pais é para que eles entrem em contato com a Ouvidoria do governo estadual.

Um desses pais é o fotógrafo Fernando Gonçalves Rezende, 35 anos. Ele afirma que há mais de seis meses retira oito latas do leite especial por mês para o filho Gabriel, de apenas nove meses.

O filho tem intolerância à lactose e também à proteína do leite de vaca e a recomendação do leite especial foi dada pelo médico pediatra. Segundo ele, cada lata do leite especial, de 400 gramas, custa cerca de R$ 240 na farmácia comum.

Na segunda-feira (6), ele esteve na farmácia de alto custo para retirar as oito latas do leite especial, que duram cerca de 30 dias, mas não conseguiu. “A única informação que me foi dada é para entrar em contato com a Ouvidoria do Estado e não foi informado o motivo da falta e nem previsão de quando deve chegar”, afirma.

Leia mais  Sorocaba tem recorde de internados em UTI para pacientes com covid-19

Fernando disse ainda que desde que começou a retirar o leite especial para o filho na farmácia de alto custo, foi a primeira vez que ocorreu a falta do produto. “Retiro as latas do leite especial desde setembro do ano passado e nunca faltou, mas agora não tinha, e são várias crianças que precisam do produto”, diz.

Ele disse que procurou a Prefeitura de Sorocaba para saber se poderia receber o leite especial por meio da rede municipal de saúde, mas o município o informou que somente via judicial. “Eu até já procurei um advogado e ele entrou com ação na Justiça solicitando o fornecimento das latas do leite especial, pois o valor é alto e ainda não sei por quanto tempo meu filho irá necessitar”, disse.

O pai conta que para não ficar sem o produto para o filho, sua esposa fez uma postagem nas redes sociais pedindo a doação e a família conseguiu, até o momento, pelo menos mais 9, que devem durar por mais 30 dias. “Tenho que conseguir nem que seja por meio da ação judicial, pois o preço de cada lata é alto”, disse.

A Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria da Saúde (SES), esclarece que não fornece o produto citado. A dispensação de fórmulas infantis especiais a pacientes com alergia à proteína do leite da vaca é feita pela Secretaria Estadual da Saúde, pois trata-se de um programa estadual.

Leia mais  Duas mulheres morrem e uma delas perde o bebê após acidente em Sorocaba

De acordo com a Secretaria Estadual da Saúde, as fórmulas especiais (“leite”) não fazem parte da lista de produtos do SUS, definida pelo Ministério da Saúde e válida para todo o Brasil. No entanto, o Estado de São Paulo fornece por iniciativa própria para lactentes com intolerância à lactose de até 2 anos de idade (período de aleitamento materno).

Uma nova remessa foi adquirida pela pasta e já está em distribuição, com previsão de chegada na Farmácia do CHS na próxima semana. A farmácia comunicará os responsáveis sobre a disponibilidade para agendamento da entrega. (Ana Cláudia Martins)

Comentários