Sorocaba e Região

Justiça suspende assembleia do Clube União Recreativo

A diretoria do clube decidiu encerrar as atividades no imóvel situado no centro de Sorocaba
Clube União Recreativo vai desativar sua sede central
Prédio, que fica ao lado da Catedral, será colocado para locação. Crédito da foto: Fábio Rogério (16/9/2020)

A Justiça suspendeu a assembleia geral extraordinária do Clube União Recreativo. O encontro estava previsto para ocorrer nesta sexta-feira (9), na sede campestre, no Jardim Guadalajara.

A decisão, em caráter liminar, atende ao pedido dos autores da ação. São eles o advogado João Batista Bertolucci e um grupo de sócios contrários ao fechamento da sede central, situada na praça Coronel Fernando Prestes.

O presidente do Recreativo, Israel Divino Ramalho, informou que até a tarde desta quinta-feira (8) a diretoria ainda não havia sido notificada. A decisão cabe recurso.

Na liminar, a juíza Adriana Tayano Fanton Furukawa determina a suspensão da assembleia, “sob pena de o ato, se realizado, ser nulo”. Em seu despacho, liberado nos autos na manhã de quarta-feira (7), a juíza acolhe os argumentos da parte autora que inexiste urgência na pauta da reunião – a locação da sede central – e que a convocação teria sido feita às presas, sem ampla publicidade aos sócios, através de um único edital publicado em jornal, sem envio de cartas aos sócios ou afixação na sede, que está fechada.

A diretoria do clube, presidida por Ramalho, decidiu encerrar as atividades no imóvel situado no centro de Sorocaba. Anunciou também a intenção de colocar o mesmo para locação.

Os autores da ação mencionam, ainda, que a convocação de forma presencial implicará aglomeração de pessoas. Também contraria o decreto municipal, o qual determina regras de distanciamento social durante a pandemia do novo coronavírus. Impediria, ainda, a participação de muitos sócios, a maioria idosos, em razão do momento atual de pandemia.

A diretoria do clube, presidida por Ramalho, decidiu desativar as atividades da sede central e anunciou a intenção de colocar o imóvel para locação. Em reportagem do Cruzeiro do Sul, publicada em 17 de setembro, Ramalho disse que a medida se faz necessária diante da queda drástica da arrecadação obtida aluguel do espaço para shows e eventos, que era responsável por 90% da receita. Ele destacou que a diretoria garante não ter planos de vender nenhum patrimônio do clube centenário e todas as atividades sociais oferecidas aos associados seriam transferidas para a sede campestre, do Jardim Guadalajara.

História

Com 124 anos de existência, o Clube União Recreativo é um dos mais tradicionais da cidade. A sua sede no centro, ao lado da Catedral Metropolitana, já foi palco de grandes eventos da cidade, como shows de grandes nomes da música, bailes de Carnaval, desfiles de misses e até de debates políticos. (Felipe Shikama)

 

Comentários