Buscar no Cruzeiro

Buscar

Jovens comemoram aprovação em vestibular

11 de Abril de 2021 às 00:01
Wilma Antunes [email protected]

Jovens comemoram aprovação em vestibular Gabrielly cursará Química na USP. Crédito da foto: Divulgação

Beatriz, Gabrielly e Luma comemoram a aprovação em vestibulares tradicionalmente concorridos para o ingresso no ensino superior. Alunas do Colégio Politécnico, as três citam a disciplina e o comprometimento com os estudos como receita para a aprovação, mesmo em tempos de pandemia e estudo a distância.

Beatriz Del Cistia Corrêa, de 17 anos, passou no curso de Geografia na USP (Universidade de São Paulo), logo na primeira tentativa. A caloura diz que está ansiosa para a vida universitária, mas, por ora, não vai se mudar para a capital paulista. As aulas na instituição começam amanhã e, inicialmente, o ensino será a distância. “Dei um grito, chorei e ajoelhei quando vi que tinha passado. Minha família correu para me abraçar. Fiquei em êxtase!”, relembra emocionada.

A jovem dedica parte de sua conquista à escola. “Durante essa pandemia, não foi nada fácil, mas recebi todo suporte que precisava”, conta agradecida. Além de cursar ensino médio no período da manhã, Beatriz também fazia curso técnico em administração na ETEC Fernando Prestes, à noite.

Comovida com a situação que o País enfrenta, Beatriz hesita em dar uma dica certeira para quem também tem o sonho de estudar na USP. “Neste momento que estamos vivendo, além de ter muitas pessoas sem acesso a uma educação de qualidade, também existe a questão familiar. Muitas pessoas perderam entes queridos, fica difícil dar uma dica. Mas tenham em mente a saúde. Se não for agora, tentem na próxima. Não desistam, conheçam todas as suas limitações, tenham disciplina e trabalhem com as possibilidades disponíveis. Converse com quem está à disposição, como professores e pessoas que já passaram pelo mesmo processo”

Gabrielly de Aguiar Vasconcellos, de 17 anos, também foi aprovada na USP, no curso de Química, em Ribeirão Preto. A caloura diz que seu pai soube da aprovação no vestibular antes mesmo dela. “Meu pai me acordou, acendeu a luz e falou: ‘Parabéns’. Meus pais ficaram muito orgulhosos, estamos muito felizes!”

Por conta da pandemia, caloura diz que enfrentou alguns impasses durante os estudos, mas recebeu apoio dos professores e da coordenação da escola. “Os professores são muito bons e ensinam o que realmente vai cair no vestibular. Em alguns momentos, desanimei, mas eles me reergueram e tudo deu certo.”

Aprovada em medicina

Jovens comemoram aprovação em vestibular Luma foi aprovada em Medicina e Odontologia. Crédito da foto: Divulgação

Luma Ramos Fischer, de 18 anos, foi aprovada nos vestibulares de medicina da Uninove (Universidade Nove de Julho), Unifaj (Centro Universitário de Jaguariúna) e está em fila de espera na Famerp (Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto). Além do curso de Medicina, ela também foi aprovada em Odontologia na Uniso (Universidade de Sorocaba), Unip (Universidade Paulista) e UAM (Universidade Anhembi Morumbi). Ela conta que o sonho de ser médica começou na infância, quando teve que ir ao hospital e presenciou uma cena marcante. “Quando eu era criança, fiquei doente e precisei ficar no hospital. Do meu lado, tinha um homem com uma criança no colo e o médico se recusou a atendê-los porque era fim de semana. Quero ser médica para não agir desse jeito com as pessoas”, relembra.

“Fiquei super feliz quando descobri que tinha passado. Era 21 de dezembro, quando saiu o resultado. Foi um como um presente de Natal. Tremi demais quando entrei no portal, me deu até palpitação. Todo mundo fala que de primeira é muito difícil”, conta. Com tantas opções, Luma está indecisa em qual faculdade vai ingressar. Mas garante que o resultado foi possível graças ao ensino do Politécnico. “Os professores estão com a gente desde o primeiro ano do ensino médio. Nos deram muito suporte, não só na questão de ensino, mas também na parte motivacional e psicológico. Eles sempre falavam para a gente ter calma, respirar fundo, que tudo ia dar certo. É como se fossem segundos pais no ambiente escolar.”

Jovens comemoram aprovação em vestibular Sidnei Silva destaca trabalho on-line e estímulo aos alunos. Crédito da foto: Erick Pinheiro / Arquivo JCS

A diretora do Colégio Politécnico, Sidnei Silva, diz estar muito contente com os resultados da escola. “É gratificante ver nossos alunos se destacando nos vestibulares. Trabalhamos com materiais muito bons e contamos com uma equipe de professores maravilhosa, que estimula os estudantes a aprenderem. Temos trabalhado on-line, assim como no ano passado e notamos um esforço muito grande por parte dos alunos. Eles procuram bastante pelos professores, existe esse elo de confiança entre eles”, explica. (Wilma Antunes - programa de estágio / Supervisão: Carolina Santana)