Sorocaba e Região

Jovem de Sorocaba é aprovado na Universidade do Porto, em Portugal

Igor Fernandes, de 18 anos, conquistou o segundo lugar no vestibular para o curso de jornalismo
Igor Fernandes passou em uma das mais antigas e consagradas instituições do mundo, a Universidade do Porto. Crédito da foto: Divulgação

Admirador de grandes jornalistas brasileiros, o jovem sorocabano Igor Fernandes, de 18 anos, conquistou o segundo lugar no vestibular para o curso de jornalismo da Universidade do Porto, em Portugal. Esta foi a primeira vez em que ele se candidatou para uma vaga internacional. A instituição em que foi aprovado é uma das mais antigas e considerada uma das melhores do mundo.

O jovem mora no Jardim Gonçalves, zona industrial da cidade, e está com os dias no Brasil contados. Ele viajará para a Europa na próxima quarta-feira (27). Em Portugal, vai dividir um apartamento com outros colegas da universidade, também brasileiros. Fernandes está radiante com a novidade. “Não caiu a ficha até agora”, diz, orgulhoso. As aulas na Universidade do Porto começaram em setembro, mas, por conta da espera pelo visto, Igor teve de atrasar um semestre do curso.

Leia mais  Supremo libera uso de armas para GCMs em municípios com menos de 50 mil habitantes

O caminho até o vestibular foi estreito. Fez o ensino médio no período da manhã, saía da escola e ia, à tarde, para o curso técnico em mecatrônica. Já à noite, separava de três a quatro horas para estudar, diariamente. Nunca fez cursinhos preparatórios. Além da instituição de Portugal, Igor também foi aprovado na Universidade Federal do Paraná (UFPR).

O jovem conta que pensou em cursar engenharia, mas viu que não levava jeito durante o curso de mecatrônica. Foi durante a monografia que sua paixão pela escrita despertou. “Lá [no curso], escrevi minha monografia e gostei muito. Uma das professoras de comunicação do curso também é jornalista”, relembra.

Envolto na paixão das práticas jornalísticas, começou a escrever para uma coluna de turismo do jornal baiano Redação com Dendê, elaborado por alunos. Igor adorou a experiência e pretende explorar o assunto em sua futura profissão.

Leia mais  Caminhão tomba e não deixa vítimas em rodovia de São Roque

Há dois anos, o jovem esteve no jornal Cruzeiro do Sul, quando a ideia de cursar jornalismo começara atinar. Tinha curiosidade em saber como funcionava um jornal diário e queria conhecer a redação.

A visita influenciou totalmente em sua decisão. “Naquela época, eu ainda estava em dúvida se queria cursar jornalismo. Fui ao jornal, conheci até a parte de impressão. Eu fiquei apaixonado. Adorei, mesmo. Gosto muito das informações do jornal Cruzeiro do Sul. Vi a conexão que eles [jornal] têm com os leitores. Achei isso fantástico. Além de ser jornalismo local, na cidade onde nasci, acho muito importante” conta o jovem.

Fernandes deixa duas dicas para os vestibulandos que também querem passar em uma universidade internacional: pesquisa e persistência. “Tem muita oportunidade boa. Eu também não sabia, então, comecei a pesquisar. Consegui substituir a prova de ingressos pelo Enem [Exame Nacional do Ensino Médio].Tudo ficou mais simples. Não precisei ir até lá [Portugal] realizar a prova. A pesquisa é fundamental e a persistência também”. (Wilma Antunes)

Comentários