fbpx
Sorocaba e Região

Jornalista Flávio Guimarães será sepultado em Sorocaba nesta segunda (13)

Ex-apresentador da TV Cultura e Rede Bandeirantes iniciou a carreira em Sorocaba, em 1968
Flávio Guimarães
Apresentador foi um dos nomes mais conhecidos do rádio e TV de São Paulo entre os anos 1970 e 1990. Crédito da Foto: Divulgação

Morreu em São Paulo neste domingo (12), aos 69 anos, o jornalista, radialista e apresentador Flávio Guimarães — nome profissional de Gualberto Mattucci, um dos mais conhecidos apresentadores de rádio e telejornais em São Paulo entre os anos 1970 e 1990. Ele iniciou a carreira em Sorocaba, em 1968.

Leia mais  Aos 92 anos, morre em São Paulo o radialista Zé Bettio

 

A causa da morte não foi informada pela família. Flávio Guimarães deixou a esposa Irany e os filhos Priscila, Sabrina e Luiz Felipe. O velório ocorre na Ossel (rua Mascarenhas Camelo, nº 235), e o sepultamento se dará no cemitério Memorial Park, na segunda-feira (13), às 11h.

Carreira

Flávio Guimarães trabalhou nas rádios Vanguarda e Cacique AM, de Sorocaba, entre 1968 e 1972, como repórter de campo, produtor, programador, discotecário, locutor, redator, repórter, apresentador e radioator. Em 1972 passou à rádio Atlântica de Santos e, em 1975, à rádio Cultura Santos/São Vicente.

A primeira chance em São Paulo deu-se em 1977, na Bandeirantes AM. Estreou na televisão em 1979, na Rádio e Televisão Cultura (RTC – Televisão Cultura Canal 2 e rádio Cultura AM), como apresentador de telejornais e também de shows populares.

Passou pela bancada do Jornal Bandeirantes, na TV Bandeirantes, e da RIT TV. Teve no currículo, ainda, as rádios Gazeta AM, Excelsior AM, Eldorado FM, Transamérica FM e BandNews FM. (Da Redação)

Comentários