Sorocaba e Região

Jaqueline Coutinho vai reassumir cargo de vice na segunda-feira

Ela se licenciou para concorrer a uma vaga de deputada estadual, mas não foi eleita
Jaqueline Coutinho vai reassumir cargo de vice na segunda
Vice-prefeita recebeu mais de 30 mil votos, mas não se elegeu deputada estadual. Crédito da foto: Fábio Rogério / Arquivo JCS (20/9/2017)

Jaqueline Coutinho (PTB) deverá reassumir na segunda-feira (15) o cargo de vice-prefeita de Sorocaba. Ela se licenciou para concorrer a uma vaga de deputada estadual, recebeu mais de 30 mil votos, mas não foi eleita. Ao falar com o Cruzeiro do Sul nesta quarta-feira (10), a vice, que é delegada de polícia, avaliou sua participação no pleito como boa e disse que retorna focada em novos projetos e na busca do diálogo.

“Eu retorno na segunda-feira trabalhando, já, embora eu não tenha mais assessores, retirados nos últimos quatro meses. Isso é algo inusitado. Nenhum outro vice-prefeito ficou nessa situação”, diz a vice-prefeita. “Vamos ver se o prefeito vai reavaliar essa questão”, comentou se referindo ao prefeito José Crespo (DEM). Jaqueline Coutinho contou que estará no Paço Municipal nesta quinta-feira (11) para agendar uma reunião com o chefe do Executivo.

Leia mais  Gaeco faz operação contra a grilagem de terras em Sorocaba e região

Jaqueline afirmou ainda que apresentará um projeto novo na semana que vem. Ela não adiantou do que se trata, apenas que é multidirecional e que não tem foco em apenas uma área, como saúde ou educação. “Vai trazer muitos benefícios para a população”, ressaltou. A vice-prefeita esteve à frente do dispositivo “Botão do pânico”, um dos motes da campanha da coligação “Renasce Sorocaba”, nas eleições de 2016, e que foi implantado em Sorocaba na atual gestão.

A vice-prefeita fez uma avaliação positiva sobre sua participação na eleição do último dia 7. “Foi extremamente importante. Sinto-me recompensada. Entramos nessa campanha atrasados, porque não havia a ideia de disputar”, comentou. Jaqueline Coutinho fez considerações com relação às votações expressivas em Sorocaba de candidatos de fora da cidade. Ela citou a falta de laços de alguns desses candidatos, com Sorocaba e com a região, mas ponderou: “Obviamente, a população tem o direito de votar em quem ela quiser. Isso é a democracia”. (Da Redação)

Comentários