Informação Livre

Vai ter de cantar

Professores e alunos das escolas da rede municipal de Sorocaba passarão a cantar o Hino Nacional Brasileiro

Os professores e os alunos das escolas da rede municipal de Sorocaba passarão a cantar o Hino Nacional Brasileiro todas as segundas-feiras, antes do início das aulas. A medida já está em vigência e foi publicada no Jornal do Município na sexta-feira (18). A instrução normativa, assinada pelo secretário municipal de Educação, André J. Gomes, prevê ainda que, além do Hino Nacional, os professores e alunos também deverão cantar o Hino Oficial de Sorocaba, junto com o hasteamento e arriamento dos Pavilhões Nacional, Estadual e Municipal, em todos os estabelecimentos da rede pública de ensino no Município, antes do início das aulas. Quando a segunda-feira for ponto facultativo ou feriado a execução dos hinos deverá ocorrer no primeiro dia útil seguinte. A instrução normativa deixa claro que os rituais cívicos devem seguir as determinações contidas na lei federal nº 5700, de 1º de setembro de 1971. Lei assinada pelo presidente Emílio Garrastazu Médici.

Agora pode?

A volta dos vereadores do recesso e início dos trabalhos legislativos na Câmara de Sorocaba deve ser com polêmica. Isso porque o vereador e pastor Luís Santos protocolou requerimento na Casa para a realização de audiência pública sobre “Discussão de Regulamentação de Provas Equestres em Sorocaba”, no dia 15 de fevereiro, às 19h30. O requerimento foi protocolado na Câmara na sexta-feira (18) e já causou polêmica, visto que uma lei de 2007 proíbe qualquer tipo de atividade relacionada aos famosos rodeios. Além disso, após a audiência pública deverá entrar em votação na Câmara um projeto de lei exatamente para permitir a realização de provas equestres na cidade, contudo, sem vínculos com os rodeios. Mas a lei que está em vigência em Sorocaba, proibindo a prática de rodeio e sujeitando os infratores a apreensão dos animais e a multa no valor de R$ 1.000,00, por animal apreendido, diz que o uso de animais equinos (cavalos) para montaria ou tração deverá obedecer a critérios que não impliquem esforço exagerado por parte destes animais, a serem discriminados na regulamentação da lei. Defensores da proposta alegam que querem resgatar na cidade a antiga Fapis, que era a Feira Agropecuária de Sorocaba. Porém, a questão deverá provocar debates acalorados na audiência pública, além de pressão dos ativistas e defensores dos animais. É esperar pra ver!

Reação positiva

Na última edição do projeto “Fala Bairro”, no sábado (19), o prefeito José Crespo (DEM) foi aplaudido pelos moradores do Jardim Abaeté. Gesto de reconhecimento pelos serviços de melhorias executados no local. De acordo com o prefeito, o “Fala Bairro” é uma ação democrática, pois permite a aproximação entre a população e o poder público. Com isso, a expectativa do projeto para os próximos bairros está grande. Crespo, acompanhado da primeira-dama, Lilian Crespo, de secretários municipais e assessores, estiveram no bairro para ouvir e receber reivindicações dos moradores. A reunião aconteceu no CEI 58 Professora Dulce de O. Pinheiro e contou com a presença de centenas de moradores, todos atentos e com seus líderes fazendo os pedidos e recebendo as respostas de imediato por parte do secretário da respectiva pasta.

Nova eleição

E a Câmara de Votorantim deverá fazer uma nova eleição para eleger os membros da Mesa Diretora depois que o pleito anterior virou caso de polícia e foi parar na Justiça. Desde o início da confusão, cada hora a Câmara tem uma nova Mesa Diretora e um novo presidente e ninguém se entende. Agora, espera-se que na volta do recesso dos vereadores, no início de fevereiro, seja feita uma nova eleição e o resultado seja finalmente decidido e essa novela encerrada. A quem será que interessa tal confusão na Câmara de Votorantim?

Comentários