Informação Livre

Propostas para OAB Sorocaba

Propostas para OAB Sorocaba
Crédito da foto: Arquivo JCS

As propostas das três chapas que concorrem à presidência da 4ª subsecção da OAB Sorocaba serão apresentados pelos concorrentes em uma audiência pública, que será realizada nesta sexta-feira, às 19h, no plenário da Câmara Municipal. Participam do pleito três chapas: a chapa 1, “OAB no Rumo Certo”, é encabeçada pela advogada Maria Cláudia Tognocchi Finessi; a de número 2, “Inova Advocacia”, pelo advogado Márcio Leme, e a chapa 3, “Reconstruindo a OAB Sorocaba”, pelo advogado Gustavo Campanati. A eleição ocorre no próximo dia 29, na Casa da Advocacia e da Cidadania. Na mesma data, a advocacia paulista também elegerá, além das subseções da OAB, a diretoria Seccional, conselhos seccionais e federais, além de diretores da Caixa de Assistência aos Advogados de São Paulo (Caasp). O pleito será das 9h às 17h. A Casa da Advocacia e da Cidadania fica na avenida Três de Março, 495, no Alto da Boa Vista.

Leia mais  Comitiva da Abemi visita Sorocaba

Secretário interino para Saneamento

A Secretaria de Saneamento (Sesan) será comandada interinamente por Wilson Unterkircher Filho a partir desta sexta-feira, em substituição ao titular Alceu Segamarchi, que na última sexta-feira Segamarchi foi vítima de um AVC (acidente vascular cerebral) e permanece internado. Wilson Unterkircher ocupava o cargo de diretor do Saae e antes de assumir a nova função já ocupou cargos na administração, como titular da Secretaria de Obras e também a presidência de Urbes. Compete à Secretaria de Saneamento a formulação de políticas públicas no âmbito dos recursos hídricos, bacias, mananciais e afins, preservar e controlar as bacias hidrográficas e mananciais, por meio de ações permanentes e integradas que promovam o uso sustentável dos recursos naturais, a melhoria das condições socioambientais e a melhoria da disponibilidade de água em quantidade e qualidade para os diversos usos e atuação coordenada com o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae).

Leia mais  Projeto prevê volta do Nais

Homenagens com dinheiro público

Por 11 votos a seis, os vereadores rejeitaram a proposta para diminuir o número de projetos de decreto legislativo que cada vereador pode apresentar referente à concessão de título de cidadão honorário, o que gera custos para a Câmara de Sorocaba. Como publicado ontem nesta coluna, entre janeiro e novembro deste ano, a Câmara gastou R$ 15.658,00 em placas de homenagens para cidadãos ilustres indicados pelos vereadores. Além disso, os gastos com esse tipo de homenagem aumentaram 113% na comparação com o ano passado, quando foram gastos R$ 7.349,00 com as homenagens. A proposta rejeitada pelos vereadores previa reduzir de oito para um por ano o número de concessão de título de cidadão honorário por cada vereador, o que também iria contribuir com a redução de gastos com as tais homenagens. A Comissão de Justiça da Câmara também tinha dado parecer favorável ao projeto. O vereador Péricles Régis (MDB), um dos autores da proposta, destacou que diminuir o número de títulos engrandece a honraria, não deixando que ela seja usada como “moeda de troca”, e que é preciso “zelar pelo dinheiro público”. Ele destacou ainda que existem outros tipos de homenagens que os vereadores podem oferecer aos seus indicados como os votos de congratulações, por exemplo, entre outros. Nem mesmo parte da oposição, sempre tão zelosa com o dinheiro público, votou a favor do projeto e a justificativa foi que a quantidade de homenagens deve ser uma prerrogativa de cada vereador.

Comentários