Informação Livre

Prestação de contas em saúde

Prestação de contas em saúde
Crédito da foto: Fábio Rogério / Arquivo JCS (6/1/2021)

Audiência pública de prestação de contas da Secretaria Municipal da Saúde será realizada hoje, às 9h, na Câmara de Sorocaba. O secretário Vinícius Rodrigues falará sobre os gastos relativos ao 3º quadrimestre de 2020. A audiência será transmitida pela TV Câmara, pela Rádio Câmara Web e pelas redes sociais do Legislativo (Facebook e YouTube).

Deputada anuncia investimentos

O prefeito Rodrigo Manga (Republicanos) recebeu ontem a visita da deputada estadual Maria Lúcia Amary (PSDB) em seu gabinete no Palácio dos Tropeiros. A parlamentar colocou seu mandato à disposição da Prefeitura de Sorocaba, junto à Assembleia Legislativa e ao governo estadual, seja com emendas ou outras ações necessárias em prol da cidade. Entre os investimentos, Maria Lúcia anunciou emendas para a construção de uma quadra de futebol society e para o futuro Palácio da Polícia, que unirá as forças policiais civis em um único local, entre outras ações.

Leia mais  Vacinação de policiais

Obras paradas

Levantamento realizado pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP) revela 1.141 obras atrasadas ou paralisadas nas 644 administrações paulistas fiscalizadas pela Corte. Os dados foram colhidos pelo TCE até o dia 14 de janeiro e mostram a situação do quarto trimestre de 2020. De acordo com as informações contidas no “Painel de Obras Atrasadas ou Paralisadas”, atualizado em 23 de fevereiro, 621 empreendimentos estão paralisados e 520, atrasados. Cerca de 85% são de âmbito municipal (966), ao passo que, aproximadamente, 15% são da esfera estadual (175). Os investimentos do governo federal abastecem 416 obras, enquanto o Tesouro do Estado é fonte de recursos para 377. O levantamento detectou que o setor com mais problemas é a Educação, com 252 obras.

Moção de repúdio

O vereador Ítalo Moreira (PSC) é o autor de mais uma moção de repúdio ao governador João Doria (PSDB), por conta das afirmações sobre a prefeita de Bauru, Suéllen Rosim. Moreira classifica como “deselegantes e despropositadas”, além de “desrespeitosas” as afirmações do governador. O vereador observa que Suéllen Rosim “é a primeira mulher eleita prefeita na cidade de Bauru e é também a primeira pessoa negra a ocupar esse cargo”. De acordo com Moreira, desde o início de seu mandato, a prefeita vem sofrendo perseguições políticas e raciais nas redes sociais e que o governador, ao acusá-la de “vassalagem” em relação ao presidente, “diminui sua posição como autoridade pública feminina”. Sustenta, ainda, que a prefeita “jamais negou a existência do vírus, sua intensa forma de contágio e lamentáveis mortes decorrentes desta epidemia denominada de Covid-19”. A moção estava prevista para ser apreciada na 8ª sessão ordinária de ontem, mas por causa do tempo regimental ficou para a semana que vem.

Comentários