Informação Livre

Paulo Hungaro Neto recebe Título de Cidadania

Médico é vice-presidente da Unimed Sorocaba e presidente do Conselho Maçônico Sorocaba-Votorantim
Crédito da foto: Assessoria de Imprensa / Câmara Municipal de Sorocaba

O médico urologista Paulo Hungaro Neto, vice-presidente da Unimed Sorocaba e presidente do Conselho Maçônico Sorocaba-Votorantim, que abriga 39 lojas maçônicas, foi homenageado nesta terça-feira (14) em sessão solene da Câmara Municipal de Sorocaba.

Ele recebeu o Título de Cidadão Sorocabano, por iniciativa do vereador Rodrigo Manga (DEM). Além de Manga, a mesa de honra da sessão solene contou com presença das seguintes autoridades: deputado federal Guiga Peixoto, do PSL de São Paulo; Paulo Mendes, ex-vereador e ex-prefeito de Sorocaba; Laelso Rodrigues, presidente da Loja Maçônica Perseverança III, que já foi Grão-Mestre do Grande Oriente do Brasil; promotor Antonio Domingues Farto Neto, da Infância e Juventude; cirurgião vascular José Francisco Moron Morad, presidente da Unimed Sorocaba; comandante da Guarda Civil Municipal, Henrique de Agrela; e o médico Ivo Augusto Cagliardi, amigo do homenageado.

Leia mais  Ingresso para passeio na Locomotiva será pela internet

César Augusto Ferraz dos Santos, presidente do Conselho de Administração da Fundação Ubaldino do Amaral (FUA), mantenedora do jornal Cruzeiro do Sul, também esteve na cerimônia.

Polêmica

Após críticas sobre a ocupação cultural em espaços públicos municipais de Sorocaba, o titular da Secretaria da Cultura, Marcel Stefano, foi a uma rede social se defender. No post de uma internauta, Stefano falou que os cachês vão continuar a ser pago. “Não se trata aqui da Secult tentar conseguir show/apresentações de graça, mas selecionar os que se oferecem a usar o espaço público em datas em que o local não será usado pela Secult. Para os eventos organizados e realizados pela Secult, há pagamento de cachês aos artistas, como sempre houve”, alegou. Antes, a internauta havia dito que era o terceiro edital de ocupação dos espaços em “que nos convidam a concorrer para trabalhar de graça”. “Vocês acham que artistas comem o quê? Moram onde? Logo teremos que almoçar, jantar e morar na Secretaria”, afirmou. O assunto foi tema desta coluna no sábado (11).

Leia mais  Secretário irá à Câmara explicar transporte escolar

Teotônio Vilela

A Prefeitura de Sorocaba cancelou o pregão presencial destinado à aquisição e instalação de cortina para o Teatro Municipal Teotônio Vilela (TMTV). O interesse público foi a justificativa para o cancelamento. Foi aberto prazo de cinco dias úteis para eventuais recursos. No último dia 10, o Cruzeiro do Sul publicou matéria sobre o teatro. O texto afirmava que passados 45 dias do anúncio de uma ampla reforma do local, a Secretaria da Cultura ainda não concluiu a relação dos orçamentos das intervenções que deverão ser feitas no espaço. Seria a demora na reforma o motivo do cancelamento da licitação?

No viaduto em Salto

Em uma reunião na Prefeitura de Salto, no último dia 10, houve a apresentação de um projeto de um novo viaduto de acesso ao município, na SP-75. Nos próximos dias, o Executivo levará à Artesp esse projeto para apreciação da agência reguladora, que deverá ser executado ao lado do viaduto já existente. Segundo a Prefeitura de Salto, o projeto prevê um novo acesso e distribuição do fluxo no local, que dá acesso aos bairros Jd. Nair Maria, Jd. Panorama e a região do Jd. das Nações tendo em vista a duplicação da avenida Nações Unidas que já está em andamento.

Leia mais  Câmara aprova proibição a nomes em ruas de envolvidos com corrupção

 

Comentários