Informação Livre

Celular ruim só em Sorocaba?

A Associação Brasileira de Infraestrutura para Telecomunicações (Abrintel) está preocupada com a questão
Crédito da foto: Divulgação/Arquovo JCS.

A Associação Brasileira de Infraestrutura para Telecomunicações (Abrintel) vê com profunda preocupação o processo de aprovação do projeto das Antenas 751/13, que está há quase cinco anos aguardando aprovação na Câmara Municipal de São Paulo. Tal entrave impede, por exemplo, que o Brasil se torne uma das principais referências do continente em relação a serviços de dados e telefonia, capazes de suportar a crescente digitalização das atividades econômicas, além de prejudicar a implantação do 5G no país. Parado há mais de quatro anos na Câmara de São Paulo, o projeto de lei visa desburocratizar o processo de instalação de antenas.

Com mais de mil pedidos para instalação de novas torres na capital paulista aguardando aprovação, entrave impede a geração de novos empregos. Nos últimos anos, mais de R$ 10 bilhões foram investidos no País. Até 2021, há um potencial represado de mais de R$ 4 bilhões. Levantamento da Abrintel aponta que a jornada para o licenciamento de infraestrutura de celular (torres) na cidade de São Paulo dura aproximadamente 5 anos. Das pouco mais de 90 mil antenas no Brasil, 5.603 delas estão instaladas naquele município; um terço da necessidade atual para que se tenha um serviço, no mínimo, regular. E Sorocaba? Com a palavra os vereadores de nossa cidade.

Leia mais  Políticas públicas para a região de Sorocaba

Audiência eletrizante

O deputado federal Vitor Lippi (PSDB) disse ontem ao Cruzeiro do Sul que na semana passada foi aprovado um requerimento de autoria dele, em plenário no Congresso Nacional, para a realização de uma audiência pública com representantes do setor em caráter de urgência. “Nossa posição em Brasília é de questionar o anúncio de aumento da tarifa da energia elétrica pela CPFL Piratininga”, disse. Foram convidados para participar agentes e técnicos da Aneel, CPFL Piratininga, Abrace, Fiesp e outros órgãos interessados e o encontro está programado para a primeira semana de dezembro.

Além disso, o deputado disse que está atuando dentro da Comissão de Minas e Energia para que seja produzido um relatório comparativo do preço da energia elétrica no Brasil e em outros países. “Não podemos aceitar uma das tarifas mais caras do mundo e muito menos que o Brasil perca competitividade em um setor em que temos enorme potencial produtivo”, afirma o parlamentar. “Estou ao lado dos brasileiros e também dos setores econômicos que são prejudicados com o aumento do custo de produção. Nos próximos dias iremos apresentar o relatório e a audiência pública com transmissão da TV Câmara para todo Brasil”, disse Lippi.

Leia mais  Comitiva da Abemi visita Sorocaba

Melhores em mobilidade

O VLT (Veículo Leve Sobre Trilhos), de Sorocaba, está entre os cinco melhores projetos de mobilidade urbana do mundo, segundo informa o prefeito José Crespo (DEM) que apresentou o projeto durante o Congresso Mundial de Cidades Inteligentes, realizado em Barcelona, na Espanha. A proposta é um dos compromissos de campanha do prefeito e tem coordenação da Secretaria de Mobilidade e Acessibilidade. O projeto foi classificado a partir do que foi submetido pela assessoria de assuntos internacionais da Prefeitura e feito com as informações cedidas pelas secretarias de Mobilidade e Acessibilidade e Planejamento e Projetos. Após a classificação, a Secretaria de Comunicação e Eventos produziu o vídeo que foi apresentado para prefeitos e participantes de todo mundo.

Temporada de férias

Está aberta a temporada de férias dos secretários municipais. A engenheira Cristina Toassa Camargo vai responder pela Secretaria de Conservação, Serviços Públicos e Obras da Prefeitura de Sorocaba até o próximo dia 25. Ela substitui o titular da pasta, o também engenheiro Fábio Pilão, que entrou em férias na terça-feira (13). Apesar da substituição, o cronograma dos serviços prestados pela pasta segue normalmente, garante a Prefeitura. Quem também esteve em férias foi o secretário de Gabinete Central, Eric Vieira. Ele saiu de férias pelo período de 15 dias a partir de 31 de outubro. Durante a sua ausência, respondeu pela pasta o adjunto Alexandre Ataíde.

Comentários