Informação Livre

Câmara não é notificada sobre novo pedido de Crespo

Defesa de Crespo entrou novamente com um mandado de segurança para que ele possa retornar ao Paço
Câmara não é notificada sobre novo pedido de Crespo
Crédito da foto: Erick Pinheiro / Arquivo JCS (19/3/2019)

A Câmara de Vereadores de Sorocaba informou nesta quinta-feira (21) que nem o presidente do Legislativo, vereador Fernando Dini (MDB), e nem a Secretaria Jurídica da Casa foram notificados oficialmente sobre o mandado de segurança do prefeito cassado José Crespo (DEM). Na terça-feira (19), a defesa de Crespo entrou novamente com um mandado de segurança para que ele possa retornar ao Paço. A petição foi protocolada na Vara da Fazenda Pública de Sorocaba. O documento foi distribuído ao juiz Alexandre Dartanhan de Mello Guerra e tem como impetrado o presidente da Câmara.

Por meio de nota ao Cruzeiro do Sul, a assessoria de imprensa da Câmara afirma que “vale ressaltar que o mesmo (José Crespo) tem o direito de exercer a sua defesa nas instâncias e situações que achar conveniente”. No entanto, a argumentação do advogado de Crespo, Joel de Matos Pereira, é de que houve cerceamento da defesa do prefeito durante o processo de cassação na Câmara e que o Legislativo teria ultrapassado seu limite de atuação. A Câmara teria atuado em esfera que, conforme a defesa do prefeito cassado, é de competência do Poder Judiciário.

Leia mais  Instituições exemplares

Foco no Rodoanel

Já sem a certeza de que conseguirá entregar o Trecho Norte do Rodoanel Mário Covas até o fim do mandato, o governo João Doria (PSDB) prepara um programa de transparência inédito para divulgação do andamento de obras, que inclui imagens diárias de drones e publicação de notas de pagamento na internet, para mostrar a retomada dos trabalhos e afastar a imagem de superfaturamento exposta pela Operação Lava Jato. Maior obra do Estado, com gasto já realizado na ordem de R$ 10 bilhões, o Rodoanel está paralisado desde o primeiro semestre do ano passado e sua conclusão deve implicar um gasto extra de R$ 1,7 bilhão, totalizando R$ 11,7 bilhões. O valor é 30% maior do que os R$ 9 bilhões orçados inicialmente, destaca o jornal O Estado de S. Paulo. A promessa da gestão Geraldo Alckmin (PSDB) era de concluí-la em 2016.

Leia mais  Prefeitura vai reorganizar estrutura administrativa do Saae

Foco na candidatura

Estimando lançar novos editais em fevereiro do ano que vem, o governo Doria calcula que sejam necessários entre 18 e 24 meses para que a rodovia fique pronta, o que estoura o calendário eleitoral de 2022. Doria quer ser candidato a presidente. A retomada das obras caminha em duas frentes, uma de engenharia e outra de comunicação.

Expulsão no DEM

Quatro dias após ser lançado candidato a prefeito de São Paulo pelo Movimento Brasil Livre (MBL), o deputado estadual Arthur do Val, o “Mamãe Falei”, foi expulso do partido pelo qual foi eleito, o DEM, após decisão da Comissão Executiva Estadual do partido. Crítico do governo João Doria, que é apoiado pelo DEM, o deputado afirmou que “quem está perdendo é o partido”. O deputado vinha fazendo críticas no plenário e nas redes sociais ao vice-governador do Estado, Rodrigo Garcia, presidente estadual da legenda, e figuras como o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, também democrata. O governador Doria é tratado por Val como “lobista que vê São Paulo do helicóptero”.

Leia mais  Tatuí comemora 194 anos com atividades virtuais por causa da pandemia

Venda à Europa

A Binter, companhia aérea da Espanha, incorporou o seu primeiro jato E195-E2 à sua frota em cerimônia realizada ontem na sede da Embraer em São José dos Campos. A empresa é a primeira cliente europeia a receber a maior das três aeronaves da família E-Jets E2 de jatos comerciais. A Binter tem um pedido firme para cinco E195-E2.

Comentários