Informação Livre

15 mil declarações já enviadas

15 mil declarações já enviadas
Crédito da foto: Marcello Casal Jr. / Agência Brasil

Mais de 15 mil contribuintes de Sorocaba enviaram, até domingo, as suas declarações do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) 2021 Segundo dados da Receita Federal, no total, 168.632 contribuintes sorocabanos deverão enviar o documento até o fim do prazo, que termina no dia 30 de abril. Já em todo o Estado de São Paulo, a Receita Federal espera receber o total de 10,3 milhões de declarações. E em todo o Brasil são esperadas 32 milhões de declarações. Ainda de acordo com a Receita, até às 11h de ontem, foram recebidas no total 2.617.374 declarações em todo o País.

Partido do presidente

O presidente Jair Bolsonaro disse estar “namorando” outro partido político para ser “dono” da legenda. Em conversa ontem com apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada, o presidente não revelou qual é a sigla, mas indicou que se filiará em breve. Bolsonaro procura um novo partido para disputar a reeleição em 2022. De acordo com o portal R7, o presidente fechou com o Partido da Mulher Brasileira (PMB), que mudaria de nome para abrigar o chefe do Planalto e aliados. “Estou namorando outro partido, tá? Onde eu seria dono dele como alternativa senão sair o Aliança”, disse o presidente quando questionado sobre o Aliança pelo Brasil, partido que tentou tirar do papel, mas que naufragou ao não conseguir reunir as 491 mil assinaturas necessárias para registro na Justiça Eleitoral.

Leia mais  Unimed Sorocaba chega aos 1.200 cooperados

CEI não vingou

O presidente da Câmara de Votorantim, vereador José Claudio Pereira “Zelão” (PT) explicou porque não instaurou uma Comissão Especial de Investigação (CEI), para investigar a aplicação de vacinas em Votorantim. No ato de protocolo do pedido da CEI, na sessão ordinária do dia 16 de fevereiro, ele anunciou em plenário que despacharia para a Procuradoria Jurídica do Legislativo para um parecer técnico sobre a solicitação, e posterior esclarecimento. Segundo o presidente da Câmara, o despacho ocorreu seguindo as regras administrativas, no entanto, antes do parecer estar concluído, no dia seguinte ao pedido, 17 de fevereiro, um dos parlamentares que assinou pela constituição da CEI, Rogério de Lima (PP), solicitou por escrito a retirada da sua assinatura. A análise jurídica emitida pela procuradora da Câmara Municipal foi favorável à retirada, pois o requerimento da CEI não havia sido lido em plenário pelo presidente no ato do protocolo. Com três assinaturas, o pedido de CEI não teve fundamento legal para dar início aos trabalhos, disse Zelão. Para abertura de uma comissão especial, seguindo o regimento da Casa, são necessárias quatro assinaturas.

Comentários