Sorocaba e Região

Imprudência contribui para multiplicar acidentes em avenidas de Sorocaba

Comerciantes afirmam que avenida deveria ter mais radares de limite de velocidade e mais faixas elevadas para pedestres
BRT faz de Sorocaba um canteiro de obras
Excesso de velocidade tem sido comum na avenida Itavuvu. Crédito da foto: Fábio Rogério (27/7/2020)

Para o especialista em Trânsito, Renato Campestrini, a Itavuvu lidera o ranking porque é uma das principais avenidas da zona norte, na maior região populacional da cidade e que, por isso, concentra um grande número de veículos.

Aliado a isso, o especialista aponta a imprudência dos motoristas e a falta de respeito à sinalização de trânsito como as principais
causas dos acidentes nas vias.

“O condutor precisa respeitar as leis de trânsito e não cumprir as regras somente quando há um radar. Infelizmente, ainda falta
consciência dos condutores e pedestres”, afirma.

Já os comerciantes da avenida Itavuvu dizem acreditar que a via deveria ter mais radares de limite de velocidade, mais faixas elevadas
para pedestres e até mais lombadas.

Eles também apontam a imprudência de condutores, pedestres e motociclistas como a causa de acidentes.

Leia mais  Protesto contra aumento do ICMS

Excesso de velocidade

O empresário Issao Kagiyama possui um comércio próximo ao número 590 na avenida e afirma que os motoristas estão abusando da velocidade na Itavuvu.

“A via está mais rápida e com menos lombadas e faixas elevadas para pedestres, o que favorece uma maior velocidade. O máximo é 60 km/h, mas muitos não respeitam”, aponta.

A proprietária de um restaurante na altura do número 2.700 da avenida, Marlene Maria Gomes, afirma que o trânsito é lento na via nos horários de pico e que, nos demais horários, motociclistas abusam da velocidade. “Estou há 28 anos nesse endereço, vejo alguns
acidentes, mas os motociclistas são os que mais abusam”, diz.

Já a gerente Tany Cristina Silva Prudência, que trabalha há três anos em um comércio próximo ao número 2.000, disse que o excesso de velocidade e poucas lombadas e radares favorecem os abusos na via.

Leia mais  Procuradoria Regional abre seleção para estagiários de direito

“Claro que os motoristas desrespeitam, eu vejo motos e até carros passando pela faixa exclusiva do transporte coletivo, o que
não é permitido”, aponta.

A falta de respeito à sinalização de trânsito, o excesso de velocidade e os abusos também são frequentemente vistos nas
outras avenidas da cidade, como a Dom Aguirre, a Ipanema, que ficam logo atrás da Itavuvu no número de ocorrências.

Mesmo sem registros de mortes entre janeiro e agosto deste ano, essas são vias consideradas perigosas, principalmente, nos horários de pico. (Ana Cláudia Martins)

Comentários