Buscar no Cruzeiro

Buscar

Ícone Planeta, maior prédio do interior no Brasil, tem primeira fase de concretagem

30 de Janeiro de 2021 às 21:49
Marcel Scinocca [email protected]

Cerca de 27 mil metros cúbicos de terra foram retirados do local para dar lugar ao concreto. Crédito da foto: Fernando Rezende / JCS (30/01/21)

 

Foi realizado neste sábado (30) a primeira concretagem do prédio Ícone Planeta, o edifício residencial mais alto do interior no Brasil, que terá mais de 140 metros de altura. Foram usados para a fundação aproximadamente 1.500 m³ de concreto. O empreendimento, da construtora Planeta, fica no jardim Faculdade e tem previsão de entrega em abril de 2023.

Katia Marszolek Barazal é a engenheira responsável pela obra. Ela é uma das centenas de mulheres que atuam na empresa e estava presente na concretagem da fundação. A engenheira conta que foram quatro meses de escavação. Cerca de 27 mil metros cúbicos de terra foram retirados do local para dar lugar ao concreto. É o equivalente a 1800 viagens de caminhão.

A expectativa era de que os trabalhos deste sábado durassem mais de 10 horas, mas o serviço acabou em cerca de sete horas de atividades. A concretagem foi iniciada às 5h45. Foram 90 caminhões de concreto usado nesse processo. “É um desafio bem grande. É engrandecedor, uma obra com muita tecnologia envolvida”, diz a engenheira.

De mão de obra direta, a concretagem deste sábado teve a participação de 50 pessoas. Além disso, são mais 45 que atuaram no trabalho de forma indireta.

Técnica e ousadia

Segundo Ricardo Guimarães, presidente da construtora Planeta, houve uma dose de ousadia, para mostrar a capacidade e técnica da empresa. “É para mostrar que é possível uma empresa do interior fazer aqui o prédio mais alto do interior do Brasil, com toda a qualidade necessária, com os melhores profissionais, um dos melhores escritórios de arquitetura do Brasil e, da mesma forma, um dos melhores escritórios de engenharia estrutural do País”, diz.

O empresário Ricardo Guimarães. Crédito da foto: Fernando Rezende / JCS (30/01/21)

 

“Nós não fizemos o projeto certo para o terreno que nós tínhamos. Nós encontramos o terreno certo para o projeto que nós tínhamos na cabeça. Tínhamos um sonho, já há muito tempo, de fazer esse projeto. E quando encontramos o terreno, pelos ângulos, pela posição, pela região da cidade, pela localização dele, no relevo, vimos que seria o local ideal”, lembra. “Será o ponto de observação mais alto da cidade. Teremos a possibilidade de observar, a partir dele, todo o município de Sorocaba”, acrescenta. “Além de ver, ele será visto por quem passa pela rodovia Castelo Branco”, garante.

Os 141 metros de altura do Ícone exigiram que seu projeto passasse por testes com o mais alto rigor técnico na Western University, do Canadá. Ele foi submetido a uma simulação em túnel de vento com os melhores profissionais do mundo a fim de que a solidez de sua estrutura fosse atestada. O projeto do Ícone foi concebido pela Königsberger Vannucchi Arquitetos Associados e por Simone Guimarães Arquiteta & Associados, responsável pelos interiores.

Mais números que impressionam

Se a maquete do prédio, em exposição junto ao decorado no plantão de vendas, já impressiona, com seus mais de quatro metros de altura, imagina o prédio quando concluído. A previsão é de que ele tenha 141 metros de altura e 44 pavimentos. Pelo projeto, dos 44 pavimentos previstos, 38 serão de apartamentos, que terão entre 150 a 173 metros quadrados. A partir de abril deste ano, a previsão é de que seja concluído um pavimento por semana. No pico da obra, 240 pessoas deverão trabalhar no Ícone.

Finalizado, o prédio terá usado mais de 350 mil metros de cabos elétricos, o que seria suficiente para ligar Sorocaba a Curitiba (PR). Além disso, mais 1.135.000 quilos -- 1.135 toneladas -- de aço; 20.785m² de alvenaria contendo 310.000 blocos, 25.000m² de aplicação de gesso nas paredes, 52.600m² de área de pintura, 14.800m² de pisos e revestimentos cerâmicos, 998 portas e janelas de alumínio, 946 portas de madeira e aproximadamente 75.000 metros de tubos hidráulicos.