Sorocaba e Região

Hospital Municipal de Ibiúna fecha as portas após paralisação de médicos

A paralisação teve início na tarde desta segunda-feira (13); pessoas em busca de atendimento emergencial foram encaminhadas para cidades da região
Único hospital municipal de Ibiúna fecha as portas por falta de médicos
Fachada do Hospital Municipal de Ibiúna. Crédito da foto: Reprodução / Prefeitura de Ibiúna

O único hospital municipal de Ibiúna fechou as portas temporariamente. O motivo foi a paralisação dos médicos por falta de pagamento dos salários.

Os profissionais cruzaram os braços na tarde de segunda-feira (13). Eles seriam contratados por uma empresa terceirizada. Não há prazo para o retorno do grupo ao trabalho.

Na noite desta segunda-feira (13), o Cruzeiro do Sul procurou via telefone e WhatsApp o prefeito de Ibiúna, João Mello, e o presidente da Câmara de Vereadores, Paulinho Dias. Ambos não retornaram as solicitações.

Reunião de emergência

O 2º vice-presidente da Câmara de Ibiúna, Lino Júnior, confirmou a paralisação dos médicos e o fechamento do hospital. Segundo ele, uma reunião de emergência será feita na manhã desta terça-feira (14) na sede do Legislativo. Os integrantes da mesa diretora, juntamente com o setor jurídico, vão debater soluções para reabrir a instituição de saúde.

Leia mais  Calouros de faculdade vão plantar árvores perto da Biodiversidade

Segundo Lino Júnior, os pacientes internados no hospital estão sendo acompanhados por enfermeiros. Pessoas em busca de atendimento emergencial estão sendo encaminhados para cidades da região. (Da Redação)

Comentários