Covid-19 Sorocaba e Região

Hemocentros chamam doadores de sangue durante a pandemia

Pacientes com quadro grave de Covid-19 e internados dependem de transfusão
Hemocentros chamam doadores de sangue durante a pandemia
Pandemia é responsável pela queda de 50% no número de doadores. Crédito da foto: Vinícius Fonseca / Arquivo JCS (19/2/2020)

Diante do avanço da pandemia do novo coronavírus, hemocentros brasileiros demonstram preocupação com o baixo número de doadores de sangue. Embora cirurgias eletivas tenham sido novamente suspensas, pacientes com quadro grave de Covid-19 e internados para outros tipos de atendimento de emergência e urgência dependem de transfusão.

Com estoque de O- crítico suficiente para uso em apenas dois dias, Carlei Heckert Godinho, médica responsável pelo Hemocentro da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, alerta que o cenário atual é preocupante. “Estamos com situação bem crítica de estoques e poucos doadores. A doação continua sendo necessária”. afirma.

Para ela, a queda de 50% no número de doadores em diversas regiões do País é resultado da pandemia do novo coronavírus. “Desde o ano passado, tivemos uma queda expressiva em todo o Brasil. Mas precisamos reforçar que a doação é importante para a sobrevivência dos hemocentros, ainda mais neste momento crítico. Embora possa parecer repetitivo, precisamos lembrar as pessoas que já doaram e recrutar quem quer ajudar”, diz a médica.

Leia mais  Piedade libera abertura de academias e venda presencial em comércios

Com apenas 50% do estoque, a Fundação Pró-Sangue de São Paulo afirma que os casos mais críticos são de O+, O-, A+, A- e B-. Apenas estão estáveis os estoques dos tipos AB+, AB- e B-. Ainda segundo a entidade, a doação de sangue foi bem baixa nos postos de coleta na última semana. “Com o endurecimento das medidas restritivas, tudo indica que a doação deva cair ainda mais”, afirma a Pró-Sangue.

Para estimular e proteger a saúde de doadores, protocolos de segurança foram adotados. A Fundação Pró-Sangue adotou medidas cautelares, seguindo orientações técnicas do Governo do Estado de São Paulo.

Para quem quiser doar, a Pró-Sangue conta com vagas livres, de segunda a sexta-feira, no sistema de agendamento on-line, que pode ser acessado pelo site www.prosangue.sp.gov.br . Em Sorocaba, a unidade funciona na av. Comendador Pereira Inácio, 564, no Jardim Vergueiro.

Assim como instituições de São Paulo, a Fundação de Hemoterapia e Hematologia de Pernambuco (Hemope) afirma que os estoques de todos os tipos sanguíneos estão em situação crítica. “Precisamos repor os estoques sanguíneos com urgência. Este é um serviço essencial para a população, pois trata-se de uma instituição que salva vidas”, alerta.

Leia mais  Idosos com 74 anos ou mais recebem a 2ª dose da Coronavac na terça-feira

Com a diminuição de doadores nos hemocentros de Santa Catarina, principalmente nas últimas semanas, o Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina (Hemosc) reforça a necessidade de doações. “Acreditamos que a diminuição se deve ao agravamento da pandemia. A gente se preocupa com a situação do número de doações, pois a demanda de sangue para os hospitais continua grande, inclusive para alguns pacientes com Covid-19”, afirma o chefe do Setor de Captação de Doadores, Silvio Antônio Battistella. “Doar sangue é seguro e seguimos todas as medidas de segurança”, acrescenta. (Da Redação, com informações do Estadão Conteúdo)

Comentários