Sorocaba e Região

Equipes farão nova tentativa de resgate de garça com o bico preso em Sorocaba

Animal estaria sem se alimentar pelo menos desde sábado por conta de um lacre de plástico
Plástico impede a garça de se alimentar. Crédito da foto: Fabio Rogério

*Atualizada às 07h10 de 11/12

Ativistas e equipes da Polícia Ambiental e do Corpo de Bombeiros farão, nesta terça-feira (11), mais uma tentativa de resgatar uma garça no Parque Carlos Alberto de Souza, no Campolim. O animal está com o bico preso por um anel plástico e a desconfiança é de que ele não está conseguindo se alimentar desde sábado, pelo menos. O problema mobilizou várias pessoas no fim de semana, depois que foi publicado em uma rede social pela auxiliar de educação Carolina Barreto, de 24 anos

Equipes da Polícia Ambiental e do Corpo de Bombeiros de Sorocaba estiveram no parque na tarde desta segunda-feira (10) para tentar a captura. Eles estavam munidos de redes, o que não foi suficiente para pegar o animal. Foi cogitado o uso de dardos tranquilizantes na ave, mas equipes do zoológico informaram que os dardos que dispõem são específicos para animais maiores e poderiam causar a morte da garça.

A Polícia Ambiental já havia sido acionada para o caso, mas, em contato com a reportagem por volta do meio-dia desta segunda, informou que não pode atender a ocorrência porque não tinha viaturas disponíveis no momento. A corporação confirmou que recebeu várias ligações sobre o caso e disse que orientou os solicitantes a procurar o Corpo de Bombeiros, “que tem os equipamentos necessários para o resgate”. Às 12h35, porém, informou que uma viatura estava vindo de Mairinque para tentar a captura.

Polícia Ambiental foi acionada para tentar capturar a ave. Crédito da foto: Fabio Rogério

Os bombeiros já estiveram pelo local no sábado (08), mas não obtiveram sucesso no resgate. O mesmo ocorreu com equipes do Parque Zoológico Municipal Quinzinho de Barros , que estiveram no parque com uma rede na manhã desta segunda (10).

Sem se alimentar

Carolina conta que viu a garça pela primeira vez no sábado, quando passava pelo parque. “Eu notei que ela tentava pescar, mas não conseguia abrir o bico, porque está preso por uma espécie de anel de plástico, parece um lacre de garrafa pet”, relata.

A auxiliar de educação diz ter tentado se aproximar da ave, mas ela fugiu por se tratar de um animal silvestre. “Voltei no domingo e hoje [segunda], com a ajuda de algumas pessoas que viram a publicação, mas ainda não conseguimos resgatar o bicho. Nossa ideia é tentar levá-lo ao zoológico”, cita.

Equipes do zoológico e do Corpo de Bombeiros estiveram no local. Foto: Divulgação

 

Leia mais  Macacos amazônicos podem ter sido a origem do último surto de febre amarela

 

A Prefeitura de Sorocaba informou, no entanto, que a “equipe do zoológico constatou que a ave está saudável e o lacre não impede que ela respire e nem que abra o bico e se alimente de peixes pequenos, que é o que existe no lago”, diz em nota. Ainda segundo a Prefeitura, “a garça estava bastante arisca e por isso não foi possível pegá-la.”

Recomendação

Segundo o site da Secretaria Estadual de Meio Ambiente, quando uma pessoa encontra um animal silvestre na zona urbana, a primeira recomendação é ligar para o Corpo de Bombeiros ou acionar a Polícia Militar Ambiental, pelo 190. “As duas entidades possuem agentes preparados para lidar com a situação. O Disque Ambiente, pelo telefone 0800 113560, e o e-mail ambientaldenuncias@policiamilitar.sp.gov.br também atendem demandas do tipo”, diz o texto.

Comentários

CLASSICRUZEIRO