Sorocaba e Região

Funcionários do Hospital São Camilo protestam contra troca de administradora em Itu

Profissionais temem que mudança gere demissões e o não pagamento de direitos
Funcionários protestaram contra a troca da empresa administradora do Hospital São Camilo. Crédito da foto: Erick Pinheiro (06/05/2013)

Funcionários do Hospital São Camilo (Santa Casa de Itu) realizaram, na manhã desta segunda-feira (23), um protesto em frente à unidade. Segundo informações extra oficiais, o ato teria sido contra a substituição da Sociedade Beneficente São Camilo, atual administradora do hospital, por outra entidade.

Cerca de 80 colaboradores teriam participado do ato. Eles usaram roupas pretas, para simbolizar luto e mostrar desaprovação da medida. Os profissionais temem por demissões e o não pagamento dos direitos trabalhistas.

Em nota, a Santa Casa de Itu informa estar adotando todas as medidas para resolver a situação dos empregados até a próxima segunda-feira (30). A instituição diz, ainda, haver uma decisão judicial para que a Irmandade da Santa Casa assuma os funcionários do hospital. O Cruzeiro do Sul teve acesso ao documento. No parecer, a juíza Karla Peregrino Sotilo, da 2ª Vara da Comarca de Itu, vinculada ao Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP), determina a suspensão das atividades do Sociedade Beneficente São Camilo na unidade. Institui, também, a responsabilidade pelos funcionários à Santa Casa.

Leia mais  Jovem é preso por tráfico de drogas no Paineiras

Já a Prefeitura de Itu alegou não possuir interferência em questões ligadas ao hospital, pois a unidade é de responsabilidade do Governo do Estado de São Paulo. Porém, confirmou a transição do grupo São Camilo para outra administradora.

Independentemente da mudança, “o Hospital Municipal e o Hospital de Campanha (este último montado e mantido pela Prefeitura de Itu para o atendimento dos casos de coronavírus em uma ala da Santa Casa) permanecem em funcionamento normal”, afirma a administração municipal.

O Cruzeiro do Sul questionou o Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Saúde de Campinas e Região (Sinsaúde), responsável pelo Departamento Regional de Saúde (DRS) de Itu, e a Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo sobre a mudança. O jornal aguarda retorno. (Da Redação) 

 

 

Comentários