Sorocaba e Região

Funcionários Banco do Brasil aderem à manifestação contra medidas de reestruturação

O plano prevê o fechamento de mais de 300 agências, além de 5 mil demissões em todo o país
As quatro agências do Banco do Brasil instaladas em Sorocaba amanheceram com faixas com mensagens de repúdio à reestruturação. Crédito da foto: Fernando Rezende

Parte dos funcionários das agências do Banco do Brasil de Sorocaba aderiram à manifestação contra o pacote de reestruturação, nesta sexta-feira (29). As quatro agências instaladas na cidade amanheceram com faixas com mensagens de repúdio às medidas anunciadas no dia 11 de janeiro pelo BB.

A paralização acontece em todo país e tem duração de 24h. Uma das principais críticas é a redução salarial de até 40%. Em algumas agências, os caixas e gerentes trabalham normalmente. Já em outras, apenas o serviços de autoatendimento estão disponíveis.

O plano prevê o fechamento de mais de 300 agências, além de 5 mil demissões em todo o país. As determinações também incluem mudanças em 870 pontos de atendimento por meio do fechamento de agências, postos de atendimento e escritórios e a conversão de 243 agências em postos. A transformação de oito postos de atendimento em agências, de 145 unidades de negócios em Lojas BB, transferência de local de 85 unidades de negócios e a criação de 28 unidades de negócios.

Leia mais  Plano SP: Região de Sorocaba entra na fase amarela nesta segunda

Segundo o Banco do Brasil, a reestruturação visa ganhos de eficiência operacional. A estimativa é economizar R$ 353 milhões em 2021 e R$ 2,7 bilhões, até 2025. Uma dos objetivos da instituição é reduzir as agências físicas e reforçar a presença digital. Atualmente, o banco tem 22 milhões de clientes digitais e quer captar mais 5,5 milhões em 2021.

“Nada foi negociado com o movimento sindical. Ele [banco] lançou o plano e disse que não tinha mais conversa. Diante de tantos prejuízos que os funcionários devem sofrer, organizamos a paralização de 24h, com objetivo de abrir uma negociação com o banco”, explica a diretoria do Sindicato dos Bancários de Sorocaba.

Um funcionário do BB que preferiu não se identificar  está descontente com a restruturação. ”’A situação é complicada. A parte do atendimento já está defasada. Organizamos este protesto porque somos contra o banco tomar essa atitude sem consultar seus funcionários. Nós atendemos população de baixa renda. É complicado tomar essa atitude sem antes ver o impacto que pode causar em todas as perspectivas”, lamenta. (Da Redação)

 

Leia mais  Polícia Ambiental apreende pássaros em cativeiro em Sorocaba

 

 

Comentários