Sorocaba e Região

Frota de Sorocaba ganha quase 15 mil veículos em um ano

Vias saturadas em horários de pico indicam necessidade de alternativas ao transporte individual motorizado
Frota de veículos cresce e impõe desafios
Número de veículos aumentou 2,97% na cidade em um ano. Crédito da foto: Emidio Marques / Arquivo JCS (10/9/2019)

Em um ano, Sorocaba ganhou quase 15 mil veículos em circulação nas ruas. Segundo o Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran-SP), a frota passou de 478.092 em junho de 2018 para 492.317 em junho de 2019, o que representa um aumento de quase 3% (2,97%) — 14.225 veículos a mais.

Para a Urbes – Trânsito e Transporte, “do ponto de vista econômico, o crescimento da frota reflete positivamente no desenvolvimento da cidade, sendo um sinal de melhoria, porém, do ponto de vista da gestão da mobilidade urbana, o crescimento da frota causa preocupação, notadamente pelo fato do transporte individual motorizado representar 42% dos deslocamentos diários da cidade, percentual que trabalhamos para reduzir e migrar para o transporte coletivo (26%) e para o não motorizado (32%)”, diz a empresa pública, em nota.

Os números mais recentes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que são do ano passado, divergem dos fornecidos pelo Detran, mas indicam crescimento em proporção semelhante. Conforme o IBGE, no período de um ano a frota de veículos de Sorocaba passou de 459.558 em 2017 para 471.187 em 2018, o que significa aumento de 2,53% ou mais 11.629 em circulação.

População

Já na comparação entre o número de veículos motorizados (492.317), do Detran, sobre o número do IBGE mais recente da população (679.378), o crescimento anual da frota é mais do que o dobro do aumento anual da população da cidade.

Enquanto de 2018 para 2019 a frota de veículos de Sorocaba cresceu 2,97%, a população do município cresceu, no mesmo período, 1,22%. De acordo com os dados mais recentes do IBGE, o número de habitantes de Sorocaba passou de 671.186 em julho de 2018 para 679.378 em julho de 2019, o que representa um aumento de 1,22% no período de um ano.

Analisando os números do órgão estadual com os do federal, a frota de veículos da cidade representa quase 73% (72,46%) do total de habitantes. Os números mostram ainda que este ano a relação em Sorocaba é de 1,38 pessoa por veículo ou 0,72 veículo por habitante. No ano passado a proporção de veículo por pessoa em Sorocaba era de 0,70.

Frota de veículos cresce e impõe desafios
O BRT deve tornar mais eficiente o transporte de passageiros. Crédito da foto: Emidio Marques / Arquivo JCS (5/9/2019)

Os dados também demonstram que Sorocaba está cada vez mais perto de chegar na equivalência na relação entre veículo por habitante, ou seja, um veículo para cada habitante. A análise dos números sugere que tal situação deverá ocorrer nos próximos anos, já que o aumento da frota cresce mais do que o dobro do número de habitantes da cidade.

Por enquanto, os números mostram que Sorocaba tem três veículos para cada quatro habitantes. Lembrando que a frota inclui não somente carros, mas outros tipos como motocicletas, caminhões, caminhonetes, utilitários, entre outros.

O Detran-SP destaca que a frota de veículos muda constantemente. “Da mesma forma que veículos zero km ou vindos de outras localidades são incorporados, alguns são transferidos do município/Estado para outras localidades; e outros são definitivamente excluídos (baixa permanente), nos casos de perda total após acidentes e impossibilidade de circulação”, diz o órgão estadual.

33 mil em três anos

Segundo o levantamento feito pelo Detran para o Cruzeiro do Sul, no últimos três anos a frota de veículos de Sorocaba ganhou 33.939 unidades.

Eram 458.378 em junho de 2016 e passaram para 492.317 em junho de 2019, o que representa um aumento de 7,40%. Ainda segundo os dados do órgão estadual, em junho de 2018 a frota de veículos da cidade era de 478.092 e em junho de 2017 era de 467.555.

Frota de veículos cresce e impõe desafios
A bicicleta é opção de mobilidade sustentável e econômica. Crédito da foto: Adival B. Pinto / Arquivo JCS (17/8/2012)

Já os números do IBGE são diferentes e um pouco menores. De acordo com o órgão: a frota de veículos do município era de 471.187 em 2018, de 459.557 em 2017, de 449.050 em 2016 e de 440.444 em 2015.

De acordo com a Urbes, “a evolução da frota pode causar a curto prazo uma maior ocupação das nossas vias, principalmente nos chamados horários de pico, gerando lentidão e, por fim, congestionamentos”. A empresa pública entende que “a mobilidade urbana da cidade necessita de novas alternativas de deslocamento” e cita a implantação do BRT (Transporte Rápido por ônibus), “bem como obras de ampliação do sistema viário, como é o caso da construção da Marginal do Itanguá”.

A Urbes informa ainda que a “construção de viadutos pode eliminar interseções comprometidas, melhorando a fluidez” e é importante “manter os investimentos no transporte coletivo e nos modais não motorizados”, como nas ciclovias. (Ana Cláudia Martins)

Comentários

CLASSICRUZEIRO