Sorocaba e Região

Feriado de Finados terá tempo instável no País

Em Sorocaba o céu fica nublado, mas não há previsão de chuva
Feriado de Finados terá tempo instável no País
A cidade teve chuva intensa no fim da tarde de quinta-feira, quando a frente fria chegou ao sudeste. Crédito da foto: Fábio Rogério (29/10/2020)

O fim de semana prolongado pelo feriado de Finados (2 de novembro) deve ser instável em grande parte do País. A passagem de uma frente fria pelo Sudeste do Brasil, e que chega ao litoral da Bahia, vai estimular a formação de grandes áreas de instabilidade sobre o Sudeste, o Centro-Oeste e parte do Norte e do Nordeste do Brasil.

Segundo o meteorologista Olívio Bahia, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), em quase todo Sudeste, áreas de instabilidade deixadas por uma frente fria vão trazer muita nebulosidade e condições para chuva durante o fim de semana.

Ontem (31) o céu nublado predominou na região de Campinas e de Sorocaba, com temperatura amena e vento moderado. A Grande São Paulo teve um sábado nublado, com chuva e frio. Choveu em grande parte do leste de São Paulo, no estado do Rio de Janeiro e em quase todas as áreas do Espírito Santo e de Minas Gerais.

Leia mais  Sorocaba lança Escola de Economia Criativa no Parque Tecnológico

Hoje (1º) ainda deve chover em grande parte do leste de São Paulo, incluindo a capital e o litoral paulista, no estado do Rio de Janeiro, no Espírito Santo e também no centro, leste e norte de Minas Gerais. Em Sorocaba, os termômetros ficam entre 14ºC e 23ºC e o céu alterna períodos de sol com muitas nuvens durante o dia. Não chove.

Amanhã (2) quase toda a região Sudeste terá períodos com sol, mas muitas nuvens e pancadas de chuva à tarde e à noite. Ainda chove um pouco em todo o litoral da região. O dia fica chuvoso no Vale do Jequitinhonha e norte do Espírito Santo. A Grande Belo Horizonte, a Zona da Mata e o interior do Estado do Rio têm muitas nuvens e pouca chuva. Sorocaba terá temperaturas entre 12ºC e 24ºC, sem chuva. (Da Redação, com informações da Agência Brasil e da Climatempo)

Comentários