Sorocaba e Região

Escolas estaduais retomam as aulas

Mas só voltam alunos do ensino médio e do EJA
Escolas estaduais retomam as aulas
As aulas presenciais na rede estadual são opcionais. Crédito da foto: Vinícius Fonseca

As escolas da rede estadual que atendem alunos do ensino médio e Educação de Jovens e Adultos (EJA) em Sorocaba voltam com as aulas presenciais, de forma opcional, a partir desta quarta-feira (7). A Diretoria Regional de Ensino de Sorocaba informa que das 80 escolas estaduais do município de Sorocaba, 58 possuem o Ensino Médio e vão ofertar a possibilidade de aulas presenciais para até 20% dos alunos.

A Secretaria da Educação informa que a rede estadual está trabalhando desde 27 de abril com o Centro de Mídias SP, para transmissão de aulas a distância, mas vale ressaltar que a retomada das atividades presenciais é opcional. O retorno a partir de 7 de outubro não é obrigatório e deve ocorrer ou não mediante escuta da comunidade escolar.

O governo estadual informou que decidiu iniciar o retorno pelos alunos matriculados no ensino médio e na Educação de Jovens e Adultos porque são os ciclos de ensino que podem ser mais afetados pela evasão escolar, prejudicando os estudantes mais vulneráveis. A volta às aulas está condicionada, evidentemente, à autorização dos prefeitos de cada um dos 645 municípios de São Paulo, destaca.

Já as escolas que atendem alunos do ensino fundamental, a data prevista de retorno foi alterada para o dia 3 de novembro.

Em Sorocaba, no mês passado, algumas escolas estaduais já retornaram com aulas presenciais, mas com atividades de reforço e de acolhimento somente para os estudantes cujos pais permitiram o retorno.

Limites de alunos e protocolos sanitários

Conforme o governo estadual, a reabertura das escolas estaduais deve respeitar limites máximos de alunos e protocolos sanitários. Na rede estadual, só é permitido o atendimento de até 20% em todas as etapas. Nas redes privadas e municipais, a educação infantil e os anos iniciais do ensino fundamental podem ter até 35% dos alunos por dia em atividades presenciais. Para os anos finais dos ensinos fundamental e médio, o limite máximo é de 20%.

O Estado afirma que para a volta gradual às aulas, o Estado disponibilizou R$ 50 milhões para aquisição de materiais de higiene e adaptação de banheiros.

O secretário de Educação, Rossieli Soares, disse que é preciso fazer a busca ativa dos alunos para o último bimestre de 2020, que começa neste mês. E engajar todos os nossos estudantes e seus responsáveis para realizarem as matrículas para o ano que vem.

O governo estadual abriu ontem o período de matrículas para o ano de letivo de 2021. O prazo para os alunos que já fazem parte da rede vai até o dia 16 de outubro e a solicitação deve ser feita pelo aplicativo Minha Escola SP ou pela plataforma Secretaria Escolar Digital (SED). Para os alunos que ainda não fazem parte da rede estadual, o prazo da matrícula vai até o dia 30 de outubro. Os pais e interessados podem procurar qualquer escola estadual, a diretoria de ensino ou os postos do Poupatempo. (Ana Cláudia Martins)

Comentários