Sorocaba e Região

Elefanta do zoo está com quadro de artrose

Vídeo sobre o estado de saúde do animal viralizou nas redes sociais
Elefanta do zoo está com quadro de artrose
Estima-se que a elefanta tenha mais de 60 anos. Crédito da foto: Cortesia

Um vídeo publicado na internet que viralizou nas redes sociais nos últimos dias lança dúvidas sobre o estado de saúde e as condições de tratamento de uma elefanta do Parque Zoológico Municipal Quinzinho de Barros, em Sorocaba.

No vídeo, o autor afirma que o animal está com as patas inflamadas, com dificuldades de se locomover e cobra previdências por parte da administração municipal. A Prefeitura de Sorocaba, que é responsável pelo zoo, afirma que a elefanta asiática Haisa é um animal idoso — , estima-se que ela tenha mais de 60 anos, enquanto a expectativa de vida em cativeiro é de 48 anos –, recentemente diagnosticada com quadro de artrose e  que está recebendo todos os cuidados em prol da qualidade de vida.

O vídeo foi gravado e publicado no último domingo (15) pelo médico veterinário Eric Prestes e ganhou centenas de compartilhamentos nas redes sociais. “Há quinze dias essa elefanta está no mesmo lugar nesse sol quente, com as patas todas inchadas e inflamadas”, afirma.

Leia mais  Feriado da Consciência Negra altera serviços públicos

Prestes, que antes de se formar em medicina veterinária trabalhou por dois anos como tratador do mesmo zoológico, entre 2015 e 2016, afirma que preferiu mostrar a situação do animal nas redes sociais antes de dialogar com administração do zoológico por acreditar que, desta forma, as providências são tomadas de maneira mais rápida. Ele comenta que há cerca de 15 dias já tinha recebido informações sobre o estado de saúde da elefante, mas que somente no feriado conseguiu conferir a denúncia in loco.

Embora o vídeo tenha reacendido discussões sobre a existência do zoológico, Prestes pondera que, a princípio, não é contrário à instituição — que pode contribuir com o processo de educação ambiental — e acredita que, devido à idade avançada, o animal não resistiria a uma eventual transferência para um santuário. “Minha preocupação é com o bem estar do animal. Eu não quero que ela fique lá sofrendo com dor, debaixo de sol e de chuva, aos olhos do público”, comenta.

Leia mais  Casa de vereador e candidato a prefeito é atingida com tiros em Mairinque

O veterinário comenta que após repercussão do vídeo foi convidado pela direção do zoológico para uma reunião, realizada na última segunda-feira (16). Ele relatou que foi recebido por corpo técnico, formado por veterinários e biólogos, que reconheceu o animal sofre de artrose devido à idade avançada, mas garantiu que Haisa está sendo medicada e recebendo os devidos cuidados.

Artrose

A Prefeitura de Sorocaba, em nota, assinala que Haisa chegou ao Quinzinho em setembro de 1995, já adulta, e devido à idade avançada para a espécie, recebe uma rotina de cuidados especiais. “Desde o mês de maio deste ano, a elefanta vem apresentando dificuldade locomotora. A avaliação clínica mostrou aumento de volume em membros torácicos e enrijecimento articular nos cotovelos. Foram feitos exames complementares (hemograma e exames bioquímicos) e foi visto que a saúde geral dela está boa, mas os exames de imagem, como a termografia infravermelha, mostram inflamação articular bilateral nos cotovelos. O quadro é de artrose”.

Leia mais  Dise encontra drogas em adega na zona norte de Sorocaba

A artrose é um processo degenerativo das articulações, que provoca desgaste das cartilagens e demais estruturas ali presentes. A artrose piora progressivamente e não existe cura. No entanto, o tratamento pode retardar a progressão da doença, aliviar a dor e melhorar a função articular. “Frente a este quadro, Haisa vem sendo medicada com anti-inflamatórios, analgésicos e condroprotetores, complementos que estimulam a nutrição, hidratação e regeneração das cartilagens), apresentando melhora satisfatória”, complementa. (Felipe Shikama)

Comentários