Sorocaba e Região

Dupla corta cabelo de mulher durante assalto em Porto Feliz

A vítima e a mãe dela, uma idosa, foram feitas reféns pelos homens; suspeitos queriam o dinheiro de suposto cofre
A Delegacia de Porto Feliz ainda procura pelos dois homens e investiga o caso. Crédito da foto: Reprodução/ Google Street View

Atualizada às 14h22

Uma mulher de 54 anos teve os cabelos cortados por dois criminosos durante um assalto a sua casa, em Porto Feliz, na noite de segunda-feira (21). Segundo o boletim de ocorrência, a vítima também foi amarrada com cadarços e teve a cabeça coberta com blusas e sacolas plásticas. A mãe dela, uma idosa de 74 anos, igualmente teve a residência invadida e foi agredida. O caso aconteceu no centro da cidade.

Conforme o delegado assistente do município, André Marinho Bonan, e informações do BO, a dupla invadiu a residência por volta das 20h30. Os suspeitos entraram pela porta da cozinha, que estava semi-aberta. Ao ouvir barulhos de suas calopsitas e galinhas, vindos do quintal, a mulher saiu para averiguar a situação. Nesse momento, se deparou com um dos suspeitos no cômodo. Imediatamente, ele abordou-a. Na sequência, o outro homem, armado, também entrou. Bastante agressivos, os dois a amarraram e cobriram a cabeça dela.

A dupla dizia estar observando a rotina da mulher há cinco meses e, por isso, conhecia o seu cotidiano. Os suspeitos pediam o dinheiro guardado em um suposto cofre. No entanto, ela informou não haver cofre na casa. Com isso, eles pegaram alguns itens e deixaram o imóvel, juntamente com a vítima. Ela foi levada até a casa da mãe, que fica ao lado da sua e tem acesso pela garagem. Lá, os suspeitos também amarram os braços da idosa e cobriram o rosto dela com sacolas.

A todo o momento, os homens pediam dinheiro e ameaçavam mãe e filha de morte. Ainda de acordo com o delegado, as duas ficaram sob a mira de armas. Os criminosos chegaram até a cortar as pontas do cabelo da mulher como uma forma de intimidação, afirma ele. Já a idosa não sofreu esse tipo de agressão. Ambas não ficaram feridas.

As duas foram feitas reféns por cerca de duas horas. Em determinando momento, os criminosos amarraram a boca e os pés delas e as cobriram com um cobertor. Em seguida, pediram a chave do cadeado do portão e fugiram usando o carro de uma das vítimas.

Assim que os criminosos foram embora, elas conseguiram se desamarrar e acionaram a Polícia. Como ninguém viu a direção para onde foram os suspeitos, os policiais não conseguiram encontrá-los. Além do veículo, eles levaram quatro televisões, cerca de R$ 270 em dinheiro e jóias. As mulheres não informaram o prejuízo total.

De acordo com Bonan, uma das mulheres já prestou depoimento. Como estava emocionalmente abalada, ela não conseguiu passar a descrição física dos homens. Além disso, eles estavam encapuzados e mascarados. Por isso, não foi possível elaborar os retratos falados.

A Polícia Civil investiga o caso. Serão analisadas as imagens de câmeras de segurança das casas das vítimas e dos vizinhos, para tentar identificar a dupla. As buscas continuam. Se forem presos, os dois serão autuados por roubo qualificado. (Vinicius Camargo)

Comentários