Sorocaba e Região

DIG aponta casal de adolescentes como autor de furtos em apartamentos no Campolim

Dupla faz parte de uma quadrilha que já praticou vários furtos nas cidades de São Paulo, São Bernardo do Campo e Sorocaba
Investigação foi realizada na Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Sorocaba. Crédito da foto: Vinicius Fonseca (17/06/20)

A Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Sorocaba esclareceu os furtos ocorridos em cinco apartamentos em um prédio residencial de alto padrão no bairro Campolim, no dia 21 de maio deste ano. Segundo a delegada Luciane Regina Bachir, os crimes foram praticados por um casal de adolescentes, sendo um jovem de 16 anos e uma de 15.

A Polícia Civil informou que eles fazem parte de uma quadrilha de jovens que já praticou vários furtos nas cidades de São Paulo, São Bernardo do Campo e Sorocaba. Conforme a delegada, eles vinham para Sorocaba, praticavam furtos e voltavam para a capital paulista.

No furto ocorrido no prédio de alto padrão no Campolim, o casal se identificou na portaria como visitante e teve a entrada liberada. Em seguida, usando uma chave de fenda, a dupla arrombou portas e entrou nos apartamentos, que estavam todos sem os moradores no momento do crime.

Em um dos imóveis, os adolescentes acharam um cofre e conseguiram arrombá-lo e pegar dinheiro e objetos.

Segundo a polícia, eles estavam em busca de dinheiro e outros objetos. Eles ficaram cerca de duas horas no prédio e saíram levando dinheiro e outros objetos furtados em uma mala, que pegaram em um dos apartamentos.

Ainda de acordo com a delegada, os jovens buscavam as possíveis vítimas após fazer pesquisas em redes sociais, e buscavam pessoas com sobrenomes de preferência estrangeiros, como japoneses, chineses, entre outros.

A DIG recuperou parte dos objetos roubadas, que já foram devolvidos aos donos, mas não informou o valor total de todo o dinheiro e objetos furtados dos imóveis.

A polícia disse ainda que o casal também tentou furtar apartamentos em outro prédio na mesma região, mas desistiram por conta do movimento no local.

A delegada Luciane afirma ainda que os jovens fazem parte de uma quadrilha que pratica vários furtos, e que pelo menos seis deles já foram identificados. O casal que praticou os furtos em Sorocaba foi ouvido e liberado, pois são adolescentes, ou seja, eles têm menos de 18 anos e conforme a legislação não podem ser presos.

A polícia disse ainda que continua a investigação para tentar identificar mais pessoas envolvidas nos furtos. Também foram cumpridos mandados de busca e apreensão, autorizados pela Justiça.

Comentários