Sorocaba e Região

Descentralização do Samu é oficializada com quatro bases

Duas novas ambulâncias foram contratadas para reforçar atendimento
Nova base do Samu no Éden vai atender também parte da zona norte de Sorocaba. Crédito da foto: Marcel Scinocca (26/1/2021)

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), de Sorocaba, já funciona de forma descentralizada desde terça-feira (26). A cerimônia oficial de lançamento do novo modelo de trabalho, junto ao Corpo de Bombeiros, ocorreu ontem (26) no Éden, onde funciona, a partir de agora, uma das quatro bases do Samu Sorocaba, que inclui ainda Cerrado, Herbert de Souza e Vila Angélica.

“A expectativa é de que a gente chegue mais rápido no atendimento à população, principalmente nos extremos da cidade”, avalia Márcio Nogueira, coordenador do Samu. Ele ainda citou que com a nova base do Éden, parte da zona norte de Sorocaba também poderá ser acessada com rapidez, principalmente a região do Vitória Régia. Ele ainda lembrou que o trabalho do Samu já é feito em parceria com o Corpo de Bombeiros.

Leia mais  Mato no Consolação preocupa visitante

O prefeito Rodrigo Manga (Republicanos) afirmou em seu discurso que mais duas ambulâncias foram contratadas para reforçar o atendimento do Samu. Elas devem entrar em operação já nesta semana. “Nossa intenção é adquirir mais ambulâncias por meio de parcerias com a iniciativa privada, assim como conseguimos os tecidos antivírus para os ônibus”, disse.

Após a apresentação, em entrevista a jornalistas, Rodrigo Manga confirmou que já há medidas para se aumentar o número de ambulâncias para o Samu. Uma delas, seria por meio de Parceria Público Privada (PPP). Ele disse que houve uma mudança por meio de decreto municipal, simplificando o processo. “Vamos articular para que a iniciativa privada possa fazer doação”, comenta. Segundo ele, já há tratativas com uma empresa sobre a questão. “Temos bons sorocabanos que estão se propondo a ajudar”, diz.

A Secretaria da Saúde (SES) solicitou ao Ministério da Saúde um novo processo de troca de frota, para que Sorocaba possa adquirir mais seis ambulâncias e seis motolâncias.

Leia mais  Prefeitura de São Roque aumenta a frota e reduz tarifa de ônibus

Divisão de ambulâncias

Com a nova sistemática, no posto do Cerrado fica duas ambulâncias, sendo uma alfa e uma beta. No posto zona norte, no Herbet de Souza, ficará uma ambulância beta. No Samu Pitico, antiga base geral, ficará a uma alfa e duas betas. Já na base do Éden, ficará uma SIV ou Suporte Intermediário de Vida, com uma viatura composta por condutor socorrista, técnico de enfermagem e um enfermeiro. As ambulâncias betas são de suporte básico. Já as alfas são de suporte avançado (UTI).

Processo de descentralização

O processo de descentralização do Samu, no governo atual, foi anunciado na segunda semana de gestão, conforme matéria exclusiva publicada pelo Cruzeiro do Sul, em 15 de janeiro. Na ocasião, apenas três bases estavam previstas. Ainda pela projeto inicial, a base da Vila Angélica seria desativada, para dar lugar a um centro de retaguarda para Covid. Na semana seguinte, houve recuo com a pressão dos funcionários do Samu e a base foi mantida.

Leia mais  Votorantim divulga lista de pessoas entre 85 e 89 anos que serão vacinadas segunda e terça-feira

“Essa iniciativa promoverá um atendimento mais rápido à população. Além disso, a descentralização visa cumprir requisitos do Ministério da Saúde e o acordo previamente celebrado, desde 2015, entre Prefeitura de Sorocaba e Segurança Pública Estadual”, garantiu a SES à época. (Marcel Scinocca)

Comentários