Sorocaba e Região

Luta pelos direitos femininos inclui cuidados com a saúde

A médica Gabriela Filgueiras Sales explica os cuidados que a mulher precisa ter no dia a dia
Cuidar da saúde é o primeiro passo
Dra. Gabriela Filgueiras Sales é médica oncologista clínica do IOS. Crédito da foto: Divulgação

O dia 8 de março é uma data marcada pela luta feminina em prol dos direitos igualitários e, entre eles, está a conquista de serviços especializados na saúde feminina. O cuidado com o corpo deve ser uma preocupação de todos, pois, além de trabalhar a autoestima, proporciona qualidade de vida e bem-estar físico e mental, contribuindo também para a prevenção de doenças.

Segundo levantamento do Ministério da Saúde, em 2020, as mulheres cuidaram mais da saúde física do que os homens, visto que, enquanto a expectativa de vida deles é de 71,3 anos, a delas é de 80,1 anos. Porém, isso não quer dizer que não devamos nos atentar para os cuidados preventivos com a saúde feminina. “Mesmo hoje em dia, muitas mulheres ainda apresentam dificuldades no momento do acesso à saúde, seja por conta da educação familiar, da região do País em que moram ou por exercerem jornada dupla de trabalho, muitas mulheres acabam sendo privadas desse direito. Toda mulher deve ter acesso à prevenção em saúde, ao diagnóstico correto e tratamento indicado” destaca a dra. Gabriela Filgueiras Sales, médica oncologista clínica do Instituto de Oncologia de Sorocaba (IOS).

Leia mais  Movimento é tranquilo na rodoviária e avenidas no 1º dia de feriado em Sorocaba

De acordo com a especialista, as doenças mais comuns no público feminino são: o câncer de mama, a síndrome do ovário policístico, infecção urinária, endometriose, osteoporose e HPV (papilomavírus humano). Há, ainda, as doenças ligadas aos maus hábitos de vida. “A mulher, atualmente, é vista de igual para igual em relação ao homem, não só no trabalho, mas quanto aos hábitos também. Elas passaram a fumar e a beber e isso acarretou em diversos problemas de saúde, que, antes, eram quase totalmente exclusivos deles, como o câncer de pulmão, por exemplo. Além disso, os maus hábitos, como alimentação inadequada e sedentarismo, proporcionaram o surgimento de diversas doenças cardíacas e da obesidade”, frisa dra. Gabriela.

A oncologista listou alguns cuidados principais:

Exames preventivos – É de extrema importância a procura regular por médicos especialistas e a atenção em manter um cronograma periódico para a realização de exames, como, por exemplo, o de Papanicolau, a mamografia e os de rotina, como de colesterol, hemograma, glicemia, entre outros. Além da prevenção por meio da vacinação, como contra o HPV, que previne o câncer de colo de útero.

Leia mais  Operação integrada autua 89 veículos

Hábitos saudáveis – A adoção de pequenas mudanças nos hábitos diários traz uma grande diferença na vida da mulher, promovendo mais saúde, com um funcionamento correto do organismo e a prevenção do desenvolvimento de diversas doenças. Entre esses hábitos, estão: manter uma dieta equilibrada; realização de atividades físicas por, pelo menos, 30 minutos, por dia e cinco vezes por semana; não fumar e abusar de bebidas alcoólicas.

Saúde mental – Diante da correria do dia a dia, é necessário tirar um tempo para cuidar da saúde, não só da parte física, como da mental também. Dessa forma, é fundamental a atenção para o surgimento de sinais de estresse, ansiedade, insônia, transtornos alimentares ou depressão e procurar ajuda médica especializada o quanto antes.

Dia voltado para a reflexão – Assim, diante dos desafios envolvendo a vida moderna e as condições ligadas ao sexo feminino no mundo contemporâneo, é necessário aproveitar o Dia Internacional da Mulher para incentivar o autocuidado. “A mulher deve entender que tem que se cuidar. Ela sempre cuida de todo mundo, mas, se não cuidar de si mesma não tem como cuidar dos outros. Nesta data, devemos refletir sobre a importância da saúde para uma vida funcional e com qualidade”, finaliza dra. Gabriela. (Da Redação)

Mais informações: www.oncologiasorocaba.com.br. O IOS está localizado no Centro de Medicina e Saúde, na av. Comendador Pereira Inácio, 950 – telefone: (15) 3334-3434.

Comentários