Sorocaba e Região

Consumidores saem para as compras de Natal em Sorocaba

Horário estendido das lojas, até 18h no sábado, atraiu muitas pessoas para o centro da cidade
Consumidores saem para as compras de Natal
As principais ruas de comércio do centro da cidade permaneceram lotadas durante todo o sábado. Crédito da foto: Emidio Marques

Faltando 17 dias para o Natal, os consumidores aproveitaram o sábado (8) com o horário estendido de abertura do comércio, até às 18 horas, para antecipar as compras de presentes. Como muitos consumidores já receberam a primeira parcela do 13º e também o pagamento do salário, no 5º dia útil do mês, o movimento foi intenso nas lojas do centro de Sorocaba.

O Boulevard Braguinha e a rua Barão do Rio Branco ficaram lotados, com muitas pessoas em busca de presentes, como brinquedos, roupas e sapatos. A Associação Comercial de Sorocaba (Acso) sugere que neste período natalino, o comércio de Sorocaba trabalhe de segunda a sexta-feira até as 22h e aos sábados até as 18h.

A decoração natalina na Praça Coronel Fernando Prestes, que foi inaugurada na terça-feira, dia 4, é outro atrativo para levar os consumidores às compras. Segundo a Acso, o Natal é considerado o período mais importante para o comércio.

Consumidores saem para as compras de Natal
Juraci planejou e comprou brinquedos e roupas. Crédito da foto: Emidio Marques

Em busca de presentes de Natal para a família, Juraci Freitas Clementino Júnior, 39 anos, foi sábado (8) ao centro pela manhã com a esposa e um casal de filhos. No total, ele conta que gastou cerca de R$ 500 reais e comprou brinquedos e roupas. “Aproveitei que já recebi o 13º salário e viemos comprar os presentes”, conta. Em relação aos preços, Juraci afirma que pesquisou antes de ir às compras e achou que estavam na média. “Saímos de casa já com o planejamento do que íamos comprar e encontramos o que a gente queria por um bom preço”, destaca.

Consumidores saem para as compras de Natal
Ketilin prefere fazer compras com antecedência. Crédito da foto: Emidio Marques

A gerente Ketilin Maia, 31 anos, também aproveitou para fazer compras de Natal no sábado (8) no centro com a mãe e a filha. Ela também disse que como já recebeu a primeira parcela do 13º salário preferiu antecipar as compras dos presentes para a família. “Prefiro comprar logo no início do mês porque mais perto do Natal muitas vezes a gente não encontra algum produto, ou alguma roupa no tamanho ou sapato no meu número. Então, é melhor comprar com antecedência”, aponta.

Leia mais  Venda de veículos acelera no final do ano em Sorocaba

 

Ela afirma que comprou roupas e sapatos e também gastou cerca de R$ 500 com os presentes. “Achei os preços razoáveis. Como há bastante opções de produtos e uma maior concorrência, os preços estão atrativos”, analisa.

Para os presentes

Um levantamento realizado em todas as capitais pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) revela que dois (23%) em cada dez trabalhadores que vão presentear no Natal devem utilizar ao menos parte do 13º salário para comprar presentes. A pesquisa aponta ainda que, este ano, mais de 110 milhões de brasileiros pretendem ir às compras e desembolsar, em média, R$ 116 por presente. Além disso, espera-se que mais de 110,1 milhões de consumidores presenteiem alguém no Natal de 2018, movimento que promete aquecer as vendas do varejo.

Em termos percentuais, 72% dos brasileiros planejam comprar presentes para terceiros no Natal deste ano, número que se mantém elevado principalmente nas classes A e B (83%). Apenas 9% disseram que não vão presentear, 26% porque não gostam ou não têm o costume, 23% por estarem desempregados e 17% por não terem dinheiro, enquanto 19% ainda não se decidiram.

Comentários

CLASSICRUZEIRO