Sorocaba e Região

Conselho dos Direitos da Mulher faz protesto e programa atividades

Seis mulheres posicionaram faixas e cartazes em cinco pontos estratégicos da cidade
Conselho dos Direitos da Mulher faz protesto e programa atividades
Emanuela Barros. Crédito da foto: Adival B. Pinto / Arquivo JCS

No Dia Internacional da Mulher, diversos pontos de Sorocaba amanheceram nesta segunda-feira (8) com faixas e cartazes com mensagens de repúdio à violência doméstica, reivindicação pela vacinação contra a Covid-19 e pagamento do auxílio emergencial. A manifestação aconteceu a partir das 5h e foi organizada pelo Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (CMDM).

De acordo com Emanuela Barros, presidente da CMDM, em todo dia 8 de março é organizada uma passeata com tema relacionado aos direitos das mulheres. Neste ano, por conta da pandemia do novo coronavírus, o número de manifestantes foi reduzido a fim de evitar contaminação.

Seis mulheres posicionaram faixas e cartazes em cinco pontos estratégicos da cidade. O terminal Santo Antônio, terminal São Paulo, pontilhão da Praça da Bandeira, Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) e Prefeitura amanheceram com as mensagens de protesto.

Leia mais  Sorocaba gerou 2.585 empregos em fevereiro

Em demonstração de luto, as manifestantes colocaram cruzes em frente ao Paço Municipal. “As mulheres são duplamente prejudicadas. Na pandemia, foi registrado um caso de feminicídio a cada nove horas”, diz Emanuela.

“Estamos na linha de frente do combate à Covid-19, como agentes de saúde, recepcionistas, auxiliares de enfermagem, na limpeza, enfermeiras e médicas. As mulheres também são maioria em algumas categorias economicamente mais vulneráveis à pandemia, como diaristas. Não podemos esquecer que foi uma empregada doméstica uma das primeiras vítimas da doença em nosso País”, destaca o Conselho, em carta aberta.

Programação

Nesta segunda-feira (8), estava programada uma roda de conversa com advogadas. Elas debateriam Direito Reprodutivo, Trabalho Doméstico e Convivência com os filhos na pandemia. Representando a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Adriana Mazzarino falaria sobre “Mulheres na Liderança: Alcançando um futuro igual em um mundo de Covid-19”.

Nesta terça-feira (9), das 9h às 18h, Emanuela Barros dará palestra sobre empoderamento feminino, promovida pela faculdade Athon (antiga Esamc).

Leia mais  Prefeitura de Sorocaba abre inscrições para estágio

Nesta quarta-feira (10), às 19h, representantes da Marcha Mundial de Mulheres e do Movimento das Mulheres em Luta (CSP Conlutas) realizarão uma live, no Facebook, proposta pelo Fórum Permanente de Luta de Sorocaba e Região.

Na sexta-feira (12), às 19h, o CMDM participará de audiência pública, na Câmara Municipal, requisitada pela vereadora Fernanda Garcia.

Na outra quarta-feira (17), às 19h, será feita uma live com o tema Feminismo e luta de classes: A Biografia de Heleieth Saffioti.

A transmissão será mediada pela jornalista Fernanda Ikedo e contará com a presença da convidada dra. Renata Gonçalves, do Núcleo de Estudos Heleieth Saffioti da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e da debatedora dra. Kellen Leite. A live pode ser acompanhada no Youtube e Facebook (@mulhereseluta). (Da Redação)

Comentários